Esportes

Diretor do Lyon, Juninho é apresentado e diz que ‘escolheu’ Sylvinho como técnico

O Lyon apresentou nesta terça-feira seu novo diretor esportivo, Juninho Pernambucano, e o seu novo treinador, Sylvinho. Juninho, que atuava como consultor do clube há quatro anos, disse que a proposta era irrecusável, revelou que mantinha conversas com o presidente Jean-Michel Aulas há dois anos e afirmou que a escolha por Sylvinho para comandar o time francês foi dele.

“Eu imediatamente pensei em Sylvinho. Ele aceitou enquanto recebia propostas do Brasil. Mas ele fez todo o seu treinamento para trabalhar na Europa. Ele foi o primeiro jogador brasileiro no Arsenal. Ele ganhou a Liga dos Campeões duas vezes com o Barcelona. Trabalhou com Pep Guardiola, foi assistente de Roberto Mancini e do técnico brasileiro Tite. Ele adquiriu uma cultura tática muito importante. Eu escolhi isso. Somos complementares”, enalteceu o novo diretor esportivo.

Ídolo do Lyon, pelo qual atuou por oito temporadas e foi um dos responsáveis pela soberania do clube na França, onde o time reinou ao emplacar sete títulos consecutivos do Campeonato Francês, Juninho agradeceu a Jean-Michel Aulas pela confiança e disse que o trabalho na nova função já vai começar nesta quarta-feira, observando a final da Liga Europa entre Arsenal e Chelsea, em Baku, no Azerbaijão.

Além disso, o ex-meio-campista elogiou o trabalho do último treinador do Lyon, Bruno Genesio, mas avaliou que a equipe precisa de mudanças para voltar a triunfar no Campeonato Francês, no qual terminou em terceiro lugar. Na última temporada, o time caiu nas oitavas de final da Liga dos Campeões para o Barcelona, parou nas quartas da Copa da Liga Francesa e chegou até as semifinais na Copa da França.

“Nossa temporada começa amanhã com a final da Liga Europa. Bruno (Genesio) nos deixa um bom trabalho com uma qualidade técnica muito interessante. Há coisas para mudar, incluindo metas, sacrifícios e mentalidade. Faltou concentração no Campeonato Francês. Vamos, portanto, primeiro focar neste campeonato”, ressaltou Juninho.

Já Sylvinho, que deixou a seleção brasileira recentemente, antes do início da preparação para a Copa América, exaltou o projeto do Lyon e mostrou empolgação com o seu primeiro trabalho como treinador principal de uma equipe. Depois que se aposentou dos gramados, ele só havia atuado como auxiliar técnico até então.

“Estou muito feliz por estar aqui. É um grande projeto em um grande clube, com pessoas de confiança, como Juninho e o presidente Aulas”, disse Sylvinho, que assinou contrato para ser técnico do Lyon por duas temporadas. Ele afirmou que quer implementar um estilo ofensivo de jogo no Lyon e prometeu que sua equipe vai jogar com “inspiração e alma”.