Coronavírus

Diretor do Butantan diz que Anvisa impede fabricação de vacina chinesa no Brasil

Crédito: Divulgação

Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan (Crédito: Divulgação)

O diretor-geral do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está dificultando a produção da vacina CoronaVac por retardar a autorização para importação de matéria-prima da China. As informações são da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

+Anvisa diz que pedido de importação de insumos para Coronavac está em análise

Segundo Dimas, havia um pedido de liberação do produto no dia 23 de setembro para fabricar 40 milhões de doses. No entanto, nesta quinta-feira (22), o presidente do Butantan disse que o assunto será tratado em uma reunião no dia 11 de novembro.

Dimas disse que, caso a liberação aconteça em novembro, a produção das primeiras doses da vacina só vão ficar prontas em janeiro, o que atrasa uma imunização em larga escala da população brasileira.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel