Brasil

Dilma diz para PF que “nunca ouviu falar” de conta aberta no exterior por Joesley

Crédito: AFP

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) disse à Polícia Federal que “nunca ouviu falar” de conta aberta no exterior pelo empresário Joesley Batista e negou que tenha comprado apoio político de senadores pelo grupo J&F, conforme relatado em delação premiada pelo empresário. As informações são do jornal O Globo.

A ex-presidente disse ainda que “não determinou a abertura de contas bancárias e jamais teve conversas relacionadas a esse tema”. Dilma foi ouvida por um delegado da PF como parte da Operação Alaska. Ela foi deflagrada em novembro de 2019 e chegou a pedir a prisão da petista, que foi negada pelo ministro Edson Fachin do Supremo Tribunal Federal (STF).

Joesley disse em delação premiada que  acertou a abertura de contas no exterior com o então ministro da Fazenda Guido Mantega para depositar valores de propina destinados ao ex-presidente Lula e à ex-presidente Dilma, referentes a recursos oferecidos pelo BNDES para a  JBS.

 

Veja também
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio