Brasil

Dilma calada é uma poeta

Crédito: AFP

Para a ex-presidente, o vídeo postado pela Secom contra Petra Costa é um “brutal desrespeito à liberdade de expressão” (Crédito: AFP)

A mulher sapiens que quebrou o Brasil comemorou hoje o triunfo da mulher sapiens que arruinou a Argentina. “A vitória da chapa Alberto Fernández-Cristina Kirchner nas prévias presidenciais é uma luz no fim do túnel para o povo argentino e para a América Latina e um enorme alento para todos que lutamos pela democracia. Triunfo animador das forças progressistas sobre o neoliberalismo”, disse Dilma Rousseff. A ex-presidente, de fato, rechaçou o liberalismo quando, mesmo aconselhada por Lula, preferiu não incorporar o ex-ministro Henrique Meirelles ao governo. Deu no que deu (para a nossa tristeza e azar). Meireles, não Henrique, mas Cecília dizia: “não sou alegre nem triste, sou poeta”. Dilma, parafraseando Romário, também é uma poeta. Calada.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea