Esportes

Diego Alves vê ‘instabilidade’ no Flamengo e considera normal protesto da torcida

Depois de um momento oscilante, Diego Alves emendou uma sequência de boas atuações e se firmou como titular do Flamengo. O mesmo, porém, não se pode dizer da equipe, que teve péssimo desempenho na derrota para o Palmeiras, no último domingo, depois de dominar e vencer o Cruzeiro. Para o goleiro, é justamente esta “instabilidade” que tem causado a fraca campanha do Campeonato Brasileiro.

“A instabilidade faz o Flamengo estar nessa posição que está. Se a gente não tivesse a irregularidade, estaria lá em cima e talvez brigando pelo título. A gente tenta corrigir e melhorar. Vamos fazer de tudo, concentrar ao máximo, nos doar bastante nos treinamentos e chegar nesses jogos e fazer o nosso melhor”, garantiu nesta terça-feira.

O Flamengo ocupa a sétima colocação no Campeonato Brasileiro e atualmente fecha a zona de classificação para a Libertadores, com 50 pontos, um à frente do rival Vasco. A expectativa, no entanto, era bem superior sobre a equipe, até pelo alto investimento. Por isso, torcedores rubro-negros marcaram para esta quarta-feira um protesto, algo considerado natural por Diego Alves.

“Quem joga no Flamengo tem que estar acostumado com esse tipo de situação. O torcedor está no direito dele de fazer um protesto pacífico. Claro que eles não estão satisfeitos, e nem a gente. São eles que vão ao jogo e gritam. Temos certeza que eles vão protestar, sabemos como estão sentidos, mas temos certeza que também vão nos apoiar. Nessa reta final, a união com o time é fundamental para conquistarmos nossos objetivos”, considerou.

Para não deixar a vaga na Libertadores pelo Campeonato Brasileiro escapar e ficar dependendo do título da Sul-Americana, o Flamengo definiu como meta vencer as últimas quatro partidas da competição nacional. A começar pelo confronto desta quinta-feira diante do Coritiba, fora de casa.

“Estamos falando de quatro vitórias, mas também não sabemos dos outros times. Vamos esperar para vermos o que irá acontecer. É difícil ficar prevendo as situações. O ‘se’ é complicado de ser respondido, para o lado positivo ou negativo. Agora temos que pensar no Coritiba. Faremos de tudo para conquistarmos essa vitória. Nesse momento, é importante estar concentrado no jogo de quinta-feira”, considerou Diego Alves.