Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Quando o assunto é sexo e masturbação, o prazer genital é, na maioria das vezes, o foco. Dessa forma, é fácil se esquecer de uma grande zona erógena acima da cintura: os mamilos.

+ Preliminares com temperaturas podem ser a chave para orgasmos intensos

+ Guia rápido de zonas erógenas inusitadas e como as estimular para intensificar o orgasmo

Para a maioria das pessoas, os mamilos podem representar uma poderosa ferramenta para o orgasmo. Entenda com informações da “Women’s Health”.

Por que estimular os mamilos?

Tentar alcançar um orgasmo de mamilos pode parecer estranho ou perda de tempo, mas saiba que ele pode ser tão intenso quanto — ou até mais do que — um orgasmo genital. 

Além disso, os orgasmos de mamilos podem anteceder um orgasmo genital se você quiser ter orgasmos múltiplos, e são uma boa maneira de se divertir e experimentar coisas novas.

Como ter um orgasmo de mamilos?

A resposta é simples: praticando. Cada organismo reage a estímulos de formas diferentes, por isso, é importante experimentar, ouvir seu corpo e focar no prazer — sem ter, necessariamente, o orgasmo como objetivo.

Para entender o que funciona para você, a psicóloga e terapeuta sexual Holly Richmond recomenda começar com a masturbação. E a sexóloga Janet Brito complementa, aconselhando a “experimentar uma variedade de toques”.

Por exemplo, faça um toque leve a moderado no mamilo usando os dedos ou tente massagear todo o seio. Depois, passe a beliscar, torcer e apertar toda a área. “Construa a antecipação, depois aplique mais prazer direto no mamilo e deixe-se dominar pelo prazer”, diz Janet.

Ainda assim, algumas pessoas não são capazes de atingir o orgasmo apenas brincando com os mamilos, então, “quando estiver perto do clímax, sinta-se à vontade para trazer a estimulação vaginal à tona”, diz Holly.

E se eu não tiver sensibilidade nos mamilos?

De acordo com a ginecologista Alyssa Dweck, essa é uma possibilidade real. “As mulheres têm diferentes níveis de sensibilidade nos mamilos com base em muitos fatores”, pontua.

O primeiro fator a ser considerado é a genética. Pode ser que seus mamilos simplesmente não sejam estimulados tão facilmente quanto os de outra pessoa. Em outros casos, os nervos dos mamilos podem ter sido afetados por cirurgias como aumento, redução ou lifting das mamas, mastectomia, biópsia ou outros procedimentos.

Por vezes, traumas psicológicos ou emocionais — incluindo abuso sexual e câncer de mama — podem interferir na sensibilidade do mamilo. 

Como aumentar a sensibilidade dos mamilos?

Holly recomenda tentar estimular os mamilos nas épocas em que eles estejam mais sensíveis, como durante a menstruação, caso a sensação não seja dolorosa. 

Se você quiser testar sua sensibilidade com um(a) parceiro(a), peça-o(a) para acariciar seus mamilos ao seu gosto. Ele(a) também pode levar a boca à região e lamber, chupar e mordiscar. Caso mais estímulos sejam necessários, você pode usar sex toys ou até mesmo improvisar com itens de casa.

Utilize fita adesiva nos mamilos, colando-a e retirando-a rapidamente. Você também pode fazer brincadeiras com temperatura, esfregando gelo na região e depois aplicando calor. Mulheres com mamilos extremamente sensíveis podem até mesmo tentar fazer cócegas com penas, ao invés de usar um objeto que aplique pressão intensa.

Permita que você e/ou seu(ua) parceiro(a) explorem as habilidades do seu corpo sem julgamentos ou expectativas. “Um orgasmo de mamilo, como um orgasmo clitoriano, requer paciência e curiosidade. Não tenha medo de tentar várias abordagens para descobrir o que é bom”, finaliza Janet.