Esportes

Diante do Bahia, Atlético-MG tenta acabar com jejum de vitórias fora de casa

A ameaça de rebaixamento para a Série B ainda ronda o Atlético-MG, o que tem deixado o ambiente no clube tenso. Para resolver esse problema, basta uma vitória nesta quarta-feira sobre o Bahia, às 21 horas, na Fonte Nova. Para isso, o time mineiro terá de acabar com um jejum que já dura mais de quatro meses.

A última vitória do Atlético fora de casa no Campeonato Brasileiro ocorreu em 14 de julho, ainda no primeiro turno da competição. Ela foi conquistada na Arena Condá, diante da Chapecoense. Desde então, a equipe alvinegra disputou 12 partidas no torneio nacional na condição de visitante, com seis empates e seis derrotas.

Com 41 pontos, o Atlético está cinco à frente do 17.º colocado, o primeiro dentro da zona de rebaixamento – que é justamente seu maior rival, o Cruzeiro. Em caso de derrota em Salvador, o time alvinegro correrá o risco de terminar a 35.ª rodada na 15.ª posição, apenas dois pontos à frente da degola. Uma vitória, por outro lado, poderá deixar a equipe praticamente livre do risco de queda, dependendo para isso de derrotas dos clubes que estão atrás na classificação.

Os jogadores atleticanos sabem que a situação é incômoda e que o time precisa muito acabar com o jejum de vitórias fora de casa, mas eles garantem que confiança não vai faltar na Fonte Nova.

“A expectativa é grande. Creio que nós fizemos um bom jogo contra o Athletico-PR e, lamentavelmente, não somamos pontos. Mas merecíamos, pelo menos, um empate. Então, vamos com gana, sabemos que precisamos ganhar”, disse o atacante argentino Di Santo, referindo-se à derrota para a equipe paranaense, no último domingo, em Belo Horizonte.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Em Salvador, o técnico Vagner Mancini poderá escalar os zagueiros Réver e Igor Rabello e o volante Jair, que não enfrentaram o Athletico por estarem suspensos. Por outro lado, o treinador não terá Zé Welison, que vai cumprir suspensão.

O lateral-direito Guga, que foi excluído do jogo de domingo por ter publicado um vídeo em que comemorava o título do Flamengo na Copa Libertadores, foi relacionado para a partida, mas ficará na reserva de Patric. A principal dúvida de Mancini está no meio de campo: Ramon Martínez ou Otero.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG – Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Ramón Martínez (Otero), Jair, Luan, Cazares e Marquinhos; Di Santo. Técnico: Vagner Mancini.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel