Edição nº2552 15/11 Ver edições anteriores

Dia D

Fernando Frazão/Agência Brasil

Advogados de Sérgio Cabral têm pela frente um novo desafio. Em dezembro passado, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, mandou soltar a mulher do ex-governador, Adriana Ancelmo, por considerar “punição excessiva” manter na cadeia uma condenada que tinha a seus cuidados, em casa, um filho menor de 12 anos. Em agosto, mais precisamente no dia 17, o menino fará 13 anos, anulando o argumento que deu base ao habeas corpus. O Ministério Público Federal está com a data anotada na agenda.

STF
Bom lugar

Acusado de pagar suborno para emplacar um conselheiro amigo no Tribunal de Contas do Mato Grosso, o então governador e atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, orientou sua defesa a tentar o seu julgamento na 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal, sob a alegação de que o ministro Dias Toffoli seria o relator natural do caso. Impressionante a quantidade de réus em casos de corrupção que se sentem seguros quando nãos mãos dos magistrados que formam maioria naquele chamado “Paraíso” da alta Corte.

Poder Executivo
Braço direito?

Diretora do Departamento Nacional de Proteção e Defesa do Consumidor, Ana Carolina Pinto Guimarães tem rotina de parlamentar. Habitualmente, ela não comparece ao serviço às segundas e sextas-feiras. Entre maio e junho, suas faltas sem justificativa passaram de dez. Mesmo assim, não se pode dizer que a burocrata, indicada pelo deputado Rodrigo Pacheco (DEM-MG), leve a vida a flanar. Semana passada, por exemplo, ela cumpria árdua missão em Genebra, na Suíça, em companhia do ministro da Justiça, Torquato Jardim.

Receita Federal
Dói no bolso

A escandalosa greve dos auditores fiscais da Receita Federal, motivada por ambições financeiras da categoria, completa 9 meses. Como o governo nada faz contra os poderosos servidores, o “movimento” ainda deve durar um bom tempo. Na ponta de quem paga a conta, o mercado de óculos, lentes e armações calcula já ter perdido R$ 6 bilhões com a invasão de produtos falsificados da China e do Paraguai, que entram aqui sem dificuldades, devido ao afrouxamento da fiscalização em portos, aeroportos e postos de fronteiras.

Eleições 2018
Será difícil

Grandes empresários de São Paulo relatam assédios feitos por candidatos às eleições de outubro. Sabem que eventual doação pessoal, na ordem de 10% dos rendimentos brutos do ano de 2017, significa ajuda ao político. Mas estão reticentes temendo que depois o Ministério Público e a Polícia Federal possam considerar o gesto crime de corrupção. Aí, os “financiadores” teriam de ficar a quilômetros de distância de seus financiados. Então, ajudar por quê?

Justiça Federal
Outra vez, não!

Dida Sampaio

A Justiça Federal voltou a negar pedido da defesa de Eduardo Cunha. Do Complexo Médico Penal de Pinhais, o ex-deputado queria vir para uma unidade prisional no Rio de Janeiro. Os advogados de Cunha argumentaram que a Lei de Execuções Penais permite ao detento ficar perto de sua família, que vive num condomínio na Barra da Tijuca. A tese caiu no TRF4. Em janeiro, a presidente do STJ, Laurita Vaz, negou pleito semelhante. Cunha pediu para permanecer em Brasília, onde estava por 90 dias, para depor no âmbito da Operação Sépsis, que investiga desvios na Caixa Econômica.

Eletrodomésticos
Boa notícia

Divulgação

A qualidade das lavadoras de roupas vai aumentar. A classificação – de A (mais eficiência energética) a E (menos eficiência energética) – será substituída por um novo A-E, considerando outros atributos. À economia de energia se somarão “eficiências” de lavagem, secagem e “ legal “ consumo de água. Para os técnicos do Inmetro, a mudança estimulará a indústria a fabricar melhores produtos e os consumidores notarão mais as diferenças entre as marcas. As empresas terão um ano para adaptação às novas regras, que sairão em breve.

Medicina
No pódio

No 27º Congresso Mundial de Transplantes realizado em Istambul, na semana passada, o Brasil foi elogiado por ser o segundo País que mais realiza cirurgias do gênero, atrás dos EUA. No planeta, em 2017, foram 140 mil operações. Nos próximos cinco anos não se prevê o surgimento de grandes medicamentos para pacientes transplantados, já que os atuais são 95% eficientes. Os maiores desafios serão melhorar as redes de captação em cada país e elevar as cirurgias do gênero na Ásia, onde o hábito de “não mexer no corpo do morto” gera poucas doações de órgãos e tecidos.

Aviação civil
Alta aérea

Em um ano, a quantidade de drones no Brasil cresceu 248%. Segundo a Anac, hoje são 46.134 aparelhos. O registro é obrigatório desde maio de 2017. Quase metade da “frota” está em São Paulo (15.902). O número de pessoas física e jurídica autorizadas a operar o equipamento equivale à população de muitas cidades: 43.621. E por falar na aviação civil, no mês passado, o Brasil tinha uma frota de 22.062 aeronaves – 56 a mais do que em dezembro. Só esse ano foram emitidas 1.486 licenças para pilotos de avião e outras 2.013, para guiar helicópteros.

Minas e Energia
Luz ambiente

Divulgação

Diferentemente do que a coluna publicou na semana passada, o presidente da Eletrobrás, Wilson Ferreira Júnior, não está demissionário. Seu mandato vai até abril de 2019. Agora, há, sim, intensa movimentação no Senado visando o seu cargo. Mas ele não tem nada com isso.

Copa
Homens que brilham

Antes de se enfrentarem na grande final do Mundial da Rússia, a França venceu a Croácia por 2 x 1. A batalha foi travada no Google. Nas últimas 24 horas até quinta-feira 12, ao meio-dia, no ranking dos cinco jogadores mais buscados no Google no planeta, Kylian Mbapé apareceu em primeiro lugar (37,28%), junto com o seu companheiro Antoine Griezmann, em quarto (15,53%). O craque croata Luka Modrić ficou na terceira posição (16,92%). Completam a lista Eden Hazard (Bélgica/2º lugar/18,47%) e Harry Kane (Inglattera/5º lugar/11,80%). Até 2022, no Catar…

Tecnologia
Boa para bichon

Saulo Coelho

Um medo pode acabar em breve no campo. Um “silenciamento genético” criado por cientistas da Embrapa vai permitir o uso da mamona na alimentação animal, grande desejo de quem os cria na roça. A técnica consiste em retirar da planta a ricina, substância presente na semente, que, de tão tóxica, é citada na Convenção Internacional para Proibição de Armas Químicas. Os estudos dirigidos pelo pesquisador Francisco Ararão “desligaram” genes específicos da ricina e já resultaram plantas não venenosas. Contudo, serão precisos mais quatro anos até a conclusão dos trabalhos.

Legislativo
Jegue no banco

Sucesso na Copa do Mundo na Rússia, o Canarinho Pistola não tem emprego à vista. O deputado Alberto Fraga (DEM-DF) sacou ligeiro quando perguntado se o mascote da CBF não poderia participar das campanhas da Bancada da Bala. “Ele não foi craque suficiente. Não espantou os adversários, tanto que o Brasil não levantou a taça de campeão”.


Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.