Economia

Deutsche Bank pagará US$ 4,4 milhões para encerrar investigação da SEC


O Deutsche Bank AG concordou em pagar mais de US$ 4,4 milhões para encerrar uma investigação regulatória sobre suspeitas de que o banco falhou em supervisionar os traders, que induziram os clientes a erro sobre o preço de títulos imobiliários.

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) informou nesta segunda-feira que o pagamento inclui US$ 3,7 milhões para reembolsar clientes que negociaram com o banco alemão e uma penalidade civil de US$ 750 mil. Os traders do Deutsche Bank geraram lucros ilícitos ao enganar os clientes entre 2011 e 2015 sobre os preços para adquirir os títulos, o que lhes permitiu realizar vendas a preços mais elevados, afirmou a SEC.

O ex-chefe global de negociação de produtos securitizados do banco, Ben Solomon, concordou com uma proibição de um ano do setor de valores mobiliários e com o pagamento de uma penalidade de US$ 165 mil, disse a SEC. Salomão foi demitido por causa da alegada má conduta, em agosto de 2015.

“O Deutsche Bank e o Solomon falharam em supervisionar, pois os traders geraram lucros para a empresa à custa dos clientes da CMBS, deturpando preços de compra e outros detalhes importantes”, disse o chefe da unidade de instrumentos financeiros complexos da SEC, Daniel Michael.

Um porta-voz do Deutsche Bank afirmou que o banco “cooperou amplamente com a investigação da SEC e tomou medidas disciplinares adequadas, incluindo a rescisão, em alguns casos”.

Fonte: Dow Jones Newswires

Veja também
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago