Esportes

Destaque na Libertadores, Raphael Veiga supera Alex e orgulha avô palmeirense


Quando o avô de Raphael Veiga estava na cama da UTI, ele pediu ao neto que se, tivesse a oportunidade, jogasse no Palmeiras. O meio-campista não só realizou o sonho do avô, como tornou-se protagonista nas últimas temporadas, levantou a taça da Copa Libertadores pela segunda vez e foi o destaque da equipe alviverde nesta edição. Rafael, seu xará, morreu antes de ver o neto brilhar, mas o sentimento do avô moveu o atleta a brilhar no time do coração dos dois.

Quando o Palmeiras foi bicampeão continental ao derrotar o Santos no Maracanã, Veiga já havia dedicado a conquista ao avô. Agora repete o gesto depois de uma trajetória com ainda mais brilho, marcando o gol que abriu o placar na vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo, no estádio Centenário, em Montevidéu.

Veiga foi revelado pelo Coritiba, onde trabalhou e aprendeu com o ídolo palestrino Alex. No time paranaense, era comparado ao ex-camisa 10 justamente por ser um talentoso meia armador canhoto. Mal poderia imaginar que não só repetiria o feito do amigo ao conquistar a Libertadores pelo Palmeiras em 2020, como superaria o ex-jogador ao ganhar também a edição de 2021.

Nesta Libertadores, o meio-campista anotou seis gols em 12 jogos e foi um dos destaques da equipe. É o artilheiro do time comandado por Abel Ferreira na temporada, com 18 gols, e um dos homens de confiança do treinador português, que foi responsável pelo crescimento e amadurecimento do atleta. Com o treinador, passou a atuar pela direita, mas com liberdade para circular pelo ataque e chegar na área para finalizar, como aconteceu na decisão diante do Flamengo. As conclusões precisas são justamente um de seus atributos.

Suas boas atuações despertaram o interesse de clubes estrangeiros. O Inter Miami, dos Estados Unidos, de propriedade de David Beckham, é um dos interessados.

Pelo segundo ano consecutivo Raphael Veiga tem números de protagonista no Palmeiras. Em 2020, foi vice artilheiro do time com 18 gols em 57 jogos. E ainda contribuiu com quatro passes para gol. Portanto, participou de 22 gols em 57 partidas, média de 0,38 gol por duelo. Nesta atual temporada ele novamente supera a marca de 50 jogos. Com 18 gols, é o artilheiro da equipe alviverde e ainda concedeu seis assistências para seus companheiros marcarem. Participou de 23 gols em 51 jogos, uma média de 0,45.

Nesta duas temporadas ele supera os números de 2018 quando foi um dos protagonistas no Athletico Paranaense na conquista da Copa Sul-Americana. Chama a atenção também a precisão de Veiga nos pênaltis. Ele acertou todas as 15 cobranças que bateu pelo Palmeiras e não erra uma penalidade há mais de três anos.

O aproveitamento perfeito nas penalidades é resultado da concentração de Veiga. Pessoas que convivem com o atleta dizem que a força mental do jogador foi determinante para que seu talento despertasse a ponto de chamar a atenção de Tite, que afirmou recentemente que tem observado o meio-campista do Palmeiras.


Saiba mais
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua