Tecnologia & Meio ambiente

Desmate em outubro na Amazônia é o maior em 10 anos, diz Imazon

SÃO PAULO, 20 NOV (ANSA) – A Amazônia Legal registrou em outubro passado o desmatamento de 890 quilômetros quadrados de floresta, maior valor para o mês nos últimos 10 anos.   

O dado está em um relatório divulgado nesta sexta-feira (20) pelo Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), ONG sediada em Belém (PA) e que fornece indicadores mensais de destruição do bioma.   

Segundo o Imazon, o desmatamento em outubro foi 49% maior que no mesmo período do ano passado, que já havia apresentado uma alta de 212% em relação ao mesmo mês de 2018.   

A derrubada da floresta se concentrou sobretudo no Pará, com 53% do total, seguido por Rondônia (12%), Acre (9%), Mato Grosso (9%), Amazonas (9%), Maranhão (5%), Roraima (2%) e Amapá (1%).   

Já a degradação na Amazônia, que mede o “distúrbio parcial provocado pela extração de madeira ou por incêndios”, totalizou 2.351 quilômetros quadrados em outubro, crescimento de 279% em relação ao mesmo período de 2019.   

“De janeiro a outubro deste ano, a Amazônia perdeu 6.920 km² de área verde, 23% a mais que no mesmo período do ano passado”, diz o Imazon, que utiliza uma ferramenta de monitoramento baseada em imagens de satélites e chamada Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD). (ANSA).   

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel