Geral

Designer morre após ser baleado em assalto a supermercado na zona sul de SP

Um homem morreu após ser baleado durante um assalto a um supermercado na noite desta quarta-feira, 16, em Parelheiros, bairro da zona sul de São Paulo. A vítima foi atingida após uma pessoa não identificada reagir ao roubo.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), a Polícia Militar foi acionada por volta das 21h. Os agentes encontraram a vítima, o designer Rodrigo Andrade dos Santos, de 39 anos, e o proprietário do supermercado no estabelecimento. O dono informou que não presenciou o assalto, pois estava no piso superior.

Segundo a SSP, testemunhas disseram que os suspeitos tentaram assaltar o local quando uma pessoa que já estava dentro do supermercado reagiu e houve troca de tiros. Durante a fuga, o carro dos criminosos foi alvejado. Eles renderam uma mulher e fugiram levando o veículo dela. Os agentes encontraram o automóvel abandonado.

A vítima foi socorrida para o Hospital Municipal de Parelheiros, mas não resistiu aos ferimentos. O caso foi registrado no 101º Distrito Policial (DP).

Veja também

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea