Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

Demi Lovato está contando detalhes de sua vida particular após o lançamento do seu documentário, ‘Dancing With The Devil’. Em uma entrevista, a cantora falou sobre a sua sexualidade, tópico que ela deixou incerto ao falar sobre os aprendizados que teve com o fim do seu noivado com o ator Max Ehrich.

“Não sei, eu sou tão fluida agora, e parte da razão de eu ser tão fluida é porque eu fui muito colocada ‘no armário'”, contou Demi. O apresentador perguntou se isso significava que ela gostava de homens e mulheres e perguntou como isso se chamava, ao que a cantora respondeu: “É, pansexual. (Eu gosto de) qualquer coisa, na verdade”. Ela ainda brincou dizendo que ouviu alguém chamando a comunidade LGBTQIA+ de ‘máfia do alfabeto’, e gostou do nome. “Faço parte da ‘máfia do alfabeto’ com orgulho”, disse Demi.

Ela recordou seu momento de seu despertar sexual, que aconteceu com o filme ‘Segundas Intenções’ e o beijo de Sarah Michelle Gellar e Selma Blair. Mas Demi escondeu seus sentimentos após este momento, e contou o motivo na entrevista: “Senti muita vergonha porque, crescendo no Texas como cristã, isso é muito condenado. Eu escondi isso antes mesmo de conseguir processar o que havia sentido”.

Demi falou um pouco mais sobre como o fim de seu noivado no ano passado mexeu com seus planos envolvendo relacionamentos e família. “Estava noiva de um homem ano passado, e realmente pensei que estaria casada, talvez até grávida agora, e esse não é o caso. Então parei de me apegar (a planos), sei que minha vida não vai seguir de acordo com meus planos”, disse a cantora. Porém, ter sua própria família é algo que ainda mora em seus pensamentos, como ela mesma contou: “Neste momento quero adotar (crianças), com certeza. Eu também não sei se vou ficar com um homem, então não me vejo nem ficando grávida”.