Geral

Deltan Dallagnol interferiu na sucessão de Moro para ter juiz aliado da Lava Jato, diz site

Crédito: Rovena Rosa/Agência Brasil

Os procuradores da Operação Lava Jato no Paraná, com aval do coordenador Deltan Dallagnol, interferiram na sucessão do ex-juiz Sergio Moro para ter um substituto que fosse aliado dos investigadores. As informações são do site Intercept Brasil.

Segundo o site, mensagens trocadas por Deltan no Telegram em janeiro de 2019 mostram a discussão de um plano para afastar quem pudesse atrapalhar os trabalhos da operação.

De acordo com o Intecerpt, a força-tarefa ficou preocupada de que o juiz Julio Berezoski Schattschneider, que trabalhava em Santa Catarina, pudesse assumir a operação. Deltan chegou a classificar ele de “péssimo”.

A força-tarefa conseguiu convencer o juiz Luiz Antonio Bonat, que não tinha interesse, em se inscrever “por amor à camisa” e ele assumiu a 13ª Vara no dia 6 de março.

Veja também
+ Deputado dos EUA sugere mudar órbita da Lua para combater aquecimento
+ Com novas tattoos no rosto, Whindersson preocupa os fãs: ‘olhar triste’
+ Ex-parceiro de Cristiano Araújo é encontrado morto
+ Policial militar mata a tiros quatro pessoas em pizzaria de Porto Alegre
+ Sérgio Mallandro diz que atrapalhou sexo de Xuxa com Ayrton Senna
+ Mano Brown se irrita com possível acerto do Santos com volante do Corinthians: ‘Tá tirando’
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago