Esportes

Dedé passará por nova cirurgia no joelho, mas deve voltar a jogar ainda em 2019

O zagueiro Dedé passará por nova cirurgia no joelho direito. Nesta quarta-feira, Sérgio Campolina, responsável pelo departamento médico do Cruzeiro, detalhou a lesão do defensor, explicando ser de pequeno porte, ainda que necessite de operação, mas que lhe dá a possibilidade de voltar a defender o time mineiro ainda nesta temporada.

Dedé tem um incômodo no joelho há algum tempo, problema que o levou, inclusive, a ser poupado em partida contra o Internacional, mas se lesionou logo nos minutos iniciais da partida do último sábado diante do Corinthians. Campolina explicou que a operação é necessária para retirada do que explicou ser um “corpo livre”.

“Inicialmente, foi imaginado que era relacionada a uma lesão prévia, porque ele tem um problema crônico no joelho. Mas foi observado que havia um corpo livre. O que é um corpo livre? Um fragmento de uma estrutura articular dentro do joelho, que estava, de certa maneira, causando irritação no joelho e, por isso, piorou a dor dele, inchou, teve um derrame articular”, explicou, também apontando que os exames realizados posteriormente definiram a necessidade de cirurgia.

“Fizemos novas avaliações e, diante disso, optamos por fazer um procedimento no local. Eu vou tirar esse fragmento. É um procedimento feito com anestesia local, ou seja, é de pequeno porte, mas que para ele vai ser muito interessante. Acho que vai ajuda-lo não só no quadro clínico, pois ele está com bastante dor, com limitação de movimento, e, com esse procedimento, a expectativa é de que resolva a situação”, acrescentou.

Campolina frisou, porém, que a lesão não está relacionada ao problema crônico de Dedé no joelho direito, embora esta fosse a sua suspeita no momento em que o zagueiro se contundiu. “O problema crônico dele não influenciou nessa situação. Exatamente por isso que eu pensei bem, discuti o caso e indiquei este procedimento, que deve ser realizado ainda hoje”, afirmou.

Além disso, o médico previu que ele volte ao Cruzeiro ainda no Campeonato Brasileiro, mesmo que faltem apenas 11 rodadas para o encerramento da competição. “Clinicamente ele está com dor, e a expectativa é de que ele volte o mais rápido possível para o grupo. Não fechou o ano para ele. Não vai tirá-lo da temporada”, comentou.

A avaliação é um alívio para o Cruzeiro, que luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, mas também para o zagueiro, que vem sofrendo com lesões no joelho desde a sua chegada ao clube em 2013. O seu primeiro problema no local se deu em novembro de 2014, com o retorno aos gramados só ocorrendo no começo de 2016. Em agosto de 2016, nova lesão o afastou novamente do futebol, com sua volta ocorrendo em março de 2017. Voltaria a operar o joelho em setembro de 2017, só retornando ao time em fevereiro de 2018.

Desde então, Dedé não teve mais lesões graves e retomou a condição de titular absoluto da zaga do Cruzeiro, tanto que já disputou 45 jogos nesta temporada. Como Léo ainda se recupera de lesão na clavícula, a zaga do Cruzeiro poderá ser formada por Fabrício Bruno e Cacá no duelo contra o Fortaleza, sábado, no Mineirão, pela 28ª rodada do Brasileirão.