Acusada de ter mandado matar os pais, Manfred e Marísia, em 2002, Suzane von Richthofen, de 40 anos, tem voltado a ser notícia na mídia após a coluna True Crime, do jornalista e escritor Ullisses Campbell, no O Globo, trazer novas revelações sobre a vida pessoal dela.

+Especialista explica compulsão alimentar sofrida por Yasmin Brunet no ‘BBB24’

+Antes de boatos de romance com Edu Guedes, sensitiva previu novo amor para Ana Hickmann

Segundo Campbell, Suzane está sendo acusada de enganar consumidores de sua loja, Su Entrelinhas. Isso porque, desde que engravidou do médico Felipe Zecchini Muniz, ela não confecciona mais os artesanatos da marca. O que antes era feito à mão por Suzane agora é confeccionado por uma equipe de três costureiras comandada por sua ex-cunhada, Josiely Olberg. A mudança, no entanto, não foi informada aos clientes, que compraram acreditando que as peças teriam sido manuseadas pela ex-detenta.

“Me senti ludibriada duas vezes. Primeiro porque achava que a encomenda chegaria antes do Natal. Segundo porque ela não customizou a sandália, como havia dito. Mas resolvi apagar a queixa porque tenho medo da Suzane. Até porque ela tem o meu endereço, né?”, detalhou a consumidora, que fez uma reclamação nas redes sociais quando percebeu a enganação.

O ateliê de costura de Suzane von Richthofen

A IstoÉ Gente te conta mais detalhes sobre o ateliê de costura de Suzane von Richthofen, que conta com peças exclusivas, teve acusação de plágio, sociedade com ex-cunhada, entre outras informações.

Quando deixou a prisão, em janeiro de 2023, Suzane von Richthofen abriu o ateliê de costura Su Entrelinhas. No empreendimento, ela customiza, à mão, itens como sandálias, bolsas, capa de computadores entre outros objetos. Suzane tem como sócia sua ex-cunhada Josiely Olberg.

Os produtos variam de valores: tem peças de 40,00 reais e a mais cara de quase 200,00. A loja envia a mercadoria para todo o Brasil, tem várias formas de pagamento e no site e-commerce recebe elogios dos clientes, que contam suas experiências com a compra.

“Nós apoiamos este projeto e já encomendamos a nossa. Que ela (Suzane) possa recomeçar a vida com dignidade e respeito”, escreveu uma cliente.

A empresa de Suzane von Richthofen foi acusada de plágio. De acordo com Campbell, ela passou a vender produtos com nome de marca de luxo sem autorização, como um modelo de sandália Havaianas da grife italiana Gucci. O modelo, apresentado no catálogo da loja, vinha personalizado com o nome do comprador e custava R$ 160, valor considerado barato por, supostamente, se tratar de um produto de luxo.

Procurada, a Gucci afirmou que a marca não fabrica esse modelo de calçado.

“Para validar a autenticidade, a Gucci aconselha confiar no comprovante de compra original de uma boutique Gucci, Gucci.com ou revendedor autorizado. Os produtos Gucci autênticos são vendidos exclusivamente por meio da Gucci.com, uma rede de boutiques Gucci operadas diretamente ou franqueadas, e mediante um pequeno número de lojas de departamentos. A lista completa está disponível em nosso site”.

De peças exclusivas caras a acusação de plágio: o ateliê de costura de Suzane von Richthofen

De peças exclusivas caras a acusação de plágio: o ateliê de costura de Suzane von Richthofen

Dívidas de Suzane

Um ano desde que foi solta, Suzane também está com dívidas e nome sujo. De acordo com o portal LeoDias, ela deve cerca de R$400 para O Boticário, famosa loja de cosméticos. Juntando outra dívida, desta vez para o banco Caixa Econômica, Suzane von Richthofen está com o nome sujo por R$818 e parou até mesmo no Serasa.

Casamento com médico e gravidez

Em 11 de janeiro de 2023, Suzane Von Richthofen ganhou liberdade depois de cumprir pena pelo assassinato dos pais. Ela, que estava presa em Tremembé, interior de São Paulo, teve a progressão de pena para o regime aberto concedida pela Justiça. Suzane e seu namorado na época, Daniel Cravinhos, com a ajuda do irmão dele, Cristian, foram os responsáveis pelas mortes de Manfred e Marísia Von Richthofen, em outubro de 2002.

Suzane está grávida de seu primeiro filho, fruto do relacionamento com o médico Felipe Zecchini Muniz, 40. Campbell diz que Suzane está com 14 semanas de gestação e espera uma menina. Os dois teriam se conhecido pela internet e a assassina já estaria morando na casa dele em Bragança Paulista, interior de São Paulo. Além da bebê que está por vir, ele já tem outros dois filhos com sua ex-mulher, que não teria lidado bem com a notícia do novo relacionamento do médico.

“O médico criou um impasse com a sua ex-mulher, com quem tem dois filhos. Também médica, ela não quer que suas crianças convivam com uma mulher que matou os pais na calada da noite”, disse o biógrafo.

Quem é Felipe Zecchini Muniz?

  • O pai do primeiro filho de Suzane von Richthofen é o médico Felipe Zecchini Muniz, de 40 anos, morador de Bragança Paulista, no interior de São Paulo;
  • Segundo informações que circulam nas redes sociais, Zecchini possui registro ativo no Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, o que confirma sua profissão de médico, mas a área de especialização não é divulgada pelo órgão;
  • De acordo com Ullisses, Felipe enfrentou problemas profissionais por conta de seu envolvimento com Suzane. Ele teria sido demitido de um cargo de chefia em um hospital após a relação chegar ao conhecimento dos gestores;
  • O médico tem a guarda de três filhos e sua ex-mulher, também médica, teria manifestado desaprovação em relação ao relacionamento, expressando preocupações sobre a convivência de suas crianças com a nova madrasta;
  • Após começar o relacionamento com von Richthofen, Felipe Zecchini Muniz deixou todas as suas redes sociais privadas.