Esportes

De jogador a milionário, a vida do presidente do Atalanta, Antonio Percassi

O presidente do Atalanta, Antonio Percassi, é um empresário extremamente rico, perfil comum entre os dirigentes de clubes. O que não é tão comum é que ele jogou mais de 100 partidas profissionais com a camisa do time da cidade italiana de Bérgamo, que agora chega às quartas de final da Liga dos Campeões.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

A carreira esportiva de Percassi foi curta, pois ele tinha certeza de que teria um futuro melhor no mundo dos negócios.

Nascido em 1953, Percassi cresceu em Clusone, a 20 quilômetros de Bérgamo, aos pés dos Alpes italianos. Bom jogador, ingressou nas categorias de base do Atalanta e fez sua estreia como profissional antes de completar 18 anos na Segunda Divisão.

As reportagens da época falam de um zagueiro-central duro, que chegou a disputar sete temporadas pelo Atalanta, uma delas na Primeira Divisão, com um total de 110 jogos como profissional, sendo seis na elite do futebol italiano.

Transferido em 1977 para Cesena, longe da Lombardia, ficou apenas algumas semanas perto do Mar Adriático e, após dois jogos com a sua nova equipe, decidiu abandonar os gramados.

Percassi ainda não tinha 25 anos, mas um ano antes já havia aberto uma loja Benetton em Bérgamo, a primeira pedra do que viria a ser um império.

Hoje, aos 67 anos, o presidente do Atalanta comanda a holding Odissea, ativa no mundo da cosmética (Kiko), com franquias de vestuário, setor agroalimentar, shopping centers e uma rede rede de restaurantes especializado em polenta.

Também participou do estabelecimento na Itália de marcas como Zara, Victoria’s Secret ou Starbucks.

– Presidente nos anos 1990 –

No total, de acordo com os números de 2017, o grupo Odisseia administra mais de 1.000 lojas, tem mais de 9.000 funcionários em todo o mundo e atinge um faturamento anual de mais de 800 milhões de euros.

A fortuna pessoal do ex-zagueiro ultrapassa um bilhão de euros, o que o torna o 35º homem mais rico da Itália segundo o ranking da Forbes 2020.

Embora o grupo tenha se saído bem fora das fronteiras lombardas, a sede permaneceu em Bérgamo e Percassi nunca esteve longe do Atalanta, sendo seu presidente no período 1990-1994.

Ele voltou em 2010, quando o clube estava na segunda divisão, e o levou ao topo, com dois terceiros lugares no campeonato nacional e essas incríveis quartas de final da Liga dos Campeões, onde enfrentam nesta quarta-feira o Paris Saint-Germain .

“A situação era dramática, mas prometemos dar a Bérgamo e seu povo o Atalanta que eles merecem”, declarou o empresário ao jornal local Eco di Bergamo no final de junho.

“Não tem sido fácil, mas os últimos três anos superaram as previsões mais otimistas”, acrescentou, insistindo no papel desempenhado por seu filho Luca, o gerente geral do clube.

– Discreto mas ambicioso –

Outro de seus filhos, Stefano, também é conselheiro do Atalanta e cinco de seus seis filhos (o mais novo de sete anos) estão ligados aos seus negócios.

“Ter os meus filhos ao meu lado, todos apaixonados pelo Atalanta, é o que faz a diferença entre a minha primeira e a segunda presidência. É a nossa história, a de uma família completamente ‘Atalanta'”, explicou.

Publicamente discreto, Percassi tenta se manter longe dos holofotes. No dia do sorteio das quartas de final da Liga dos Campeões, declarou que seu objetivo era a permanência, antes de sorrir quando um jornalista o lembrou que o Atalanta não estava apenas salvo, mas matematicamente classificado para o torneio Europa.

A ambição está concretizada também com a compra do estádio Atleti Azzurri d’Italia à Câmara Municipal e com as avançadas obras de modernização.

“No estádio ainda temos de intervir em duas arquibancadas e depois queremos tornar o centro de treinamento de Zingonia ainda mais bonito e funcional”, explicou o ex-jogador.

“Ainda há muito a fazer”, acrescentou.

stt/jed/gh/lca

Starbucks

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea