Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Na tarde desta quinta-feira (30), Datena, que era pré-candidato ao Senado Federal por São Paulo (PSC), anunciou ao vivo em seu programa “Brasil Urgente”, na Band, que desistiu, pela terceira vez, da candidatura. O apresentador iria compor a chapa do ex-ministro Tarcísio de Freitas (Republicanos).

“Em primeiro lugar queria deixar a minha palavra de carinho para com o Presidente da República que hoje de manhã deu uma declaração que tinha me escolhido como candidato de São Paulo. E foi isso mesmo que foi acordado, mas eu pensei bem e resolvi seguir o meu caminho. Mas obrigado a ele por ter confirmado o acordo que aconteceu, não foi por parte dele que não deu certo. Quando considerei me candidatar ao Senado, a outros cargos nessas eleições, em outras anteriores, eu mantive um mesmo aliado preferencial que me acompanha e que também é acompanhado por mim desde o início da minha carreira”, explicou Datena no jornalístico.

Na manhã de hoje, o presidente Jair Bolsonaro (PL) declarou apoio a Datena: “Eu estou com o Datena lá, fechei com o Datena, está no outro partido e tem críticas, assim como tem gente que critica o Tarcísio, que critica a mim. Não dá para a gente pacificar o negócio”, afirmou ele a apoiadores. “A única coisa perfeita são esposas e esposos, o resto não tem perfeição”, disse o chefe de Estado.

Vale lembrar que, em agosto de 2020, Datena também anunciou em seu programa que desistiu de se candidatar à Prefeitura de São Paulo. “Eu estava decidindo o que iria fazer da vida. Fiquei muito chateado, porque eu gostaria muito de entrar na política. Na próxima eu vou mesmo e vou sair da Bandeirantes e vou para a política, mas aí eu vou ter que deixar a televisão”, contou o comunicador na ocasião.

“Eu sempre tive vontade, mas realmente nós estamos enfrentando uma situação muito difícil, a pandemia está difícil para todo mundo. Conversando com o nosso diretor-presidente, o Johnny Saad, que é um irmão mais velho que eu tenho, ele falou: ‘Datena, você é importante hoje para a gente, é importante que você fique aqui’”, concluiu.

Datena recebeu dois convites na política: um para ser vice-prefeito de Bruno Covas pelo PSDB e outro para ser candidato a prefeito pelo MDB.

Em 2020, não foi a primeira vez que ele desistiu de participar das eleições. Em 2018, se filiou ao DEM e lançou sua pré-candidatura ao Senado, mas desistiu menos de duas semanas depois. Em 2016, foi cotado pelo PP para concorrer à Prefeitura de São Paulo, mas também optou por continuar como apresentador.

Segundo uma fonte de IstoÉ Gente, Joel Datena, filho do veterano, disse nos corretores da Band – para quem quisesse ouvir, que acredita que o pai irá desistir da política mais uma vez.