Geral

Datafolha: Covas vai a 32%, Boulos sobe para 16% e Russomanno cai para 14%

Crédito: Rovena Rosa / Agência Brasil

A poucos dias da realização das eleições municipais, o atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), segue em ascendência, segundo pesquisa Datafolha divulgada na noite desta quarta-feira (11), subindo de 28% para 32% das intenções de voto.

A segunda colocação está com Guilherme Boulos (PSOL), que subiu de 14% para 16%, e está tecnicamente empatado com Celso Russomanno (Republicanos), que caiu de 16% para 14%, e Márcio França (PSB), que oscilou de 13% para 12%.

Mais abaixo nos resultados da pesquisa, estão: Jilmar Tato (PT) 4%; Arthur do Val (Patriota) 4%; Joice Hasselmann (PSL) 3%; Andrea Matarazzo (PSD) 2%; Marina Helou (Rede) 1%; Vera Lúcia (PSTU) 1%; Levy Fidelix (PRTB) 0%; Orlando Silva (PC do B) 0%; Antônio Carlos (PCO) 0%;

O levantamento encomendado pela Rede Globo e pela Folha possui margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa ouviu 1.512 eleitores nos dias 9 e 10 deste mês.

Segundo turno


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



O candidato do PSDB, Bruno Covas, é o favorito em todas as simulações de segundo turno apontadas pelo Datafolha.

Contra Guilherme Boulos, Covas registra 56% frente a 30% do candidato do PSOL. Sendo que 12% dos pesquisados responderam que votariam em branco ou nulo.

Caso a disputa no segundo turno fosse contra Russomanno, Covas ficaria com 59%, enquanto o deputado do Republicanos tem 25% das intenções, sendo 15% a margem de brancos ou nulos.

Se Covas vier a disputar um segundo turno contra o ex-governador Márcio França, venceria o candidato do PSB por 53% a 34%, sendo que 11% das pessoas responderam que votariam em branco ou nulo.

Censura

A divulgação do levantamento do Datafolha chegou a ser censurado pela Justiça. O juiz eleitoral Marco Antonio Martin Vargas atendeu pedido do candidato à Prefeitura de São Paulo Celso Russomanno nesta terça-feira (10) e censurou a publicação da pesquisa Datafolha, em parceria com a TV Globo, sobre a disputa eleitoral na capital paulista. As informações são da Folha de S. Paulo. Ele também manteve a decisão provisória na tarde desta quarta.

Após mandado de segurança do Datafolha no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de SP, a publicação foi autorizada na noite desta quarta (11) pelo juiz Afonso Celso da Silva.

Marco Antonio Martin Vargas havia alegado para tomar a decisão provisória que houve algumas falhas na pesquisa, como ausência de informações de nível econômico e grau de instrução dos entrevistados, além de simulações de segundo turno sem a presença do prefeito Bruno Covas, candidato à reeleição.

Alessandro Janoni, diretor de pesquisas do Datafolha, disse que utiliza as mesmas variáveis nas amostras há mais de 35 anos. “Causa espanto e é preocupante um pedido de impugnação da divulgação justamente agora quando o candidato que solicita a censura apresenta queda nas intenções de voto”, disse.

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS