Esportes

Daniel Dias conta com torcida para ser o recordista de medalhas em Paralimpíadas

Ao conquistar na noite de domingo a prata nos 100 metros peito, Daniel Dias chegou ao 19.º pódio em Jogos Paralímpicos e manteve vivas as chances de se tornar o maior medalhista da história da competição. Para isso, ele precisa levar mais cinco medalhas nos Jogos do Rio-2016. Nesta segunda-feira, o nadador prossegue a sua missão na prova dos 50 metros livre S5. E ele conta com o apoio da torcida para buscar mais esse pódio.

O maior medalhista paralímpico é o australiano Matthew Cowdrey, que também competia na natação, mas não veio ao Rio-2016. Ele é dono de 23 medalhas. Daniel Dias prevê disputar mais cinco provas no Rio e se chegar ao pódio em todas, assumirá a dianteira.

Ele sabe que a missão é difícil e considera os revezamentos a parte mais complicada. “Todas as provas são difíceis. Os revezamentos vão ser bem emocionantes, ainda mais que a Ucrânia e a China estão muito fortes. Temos chance de medalha nos 4×100 metros livre e acredito que vai ser uma prova definida no final e nos detalhes”, avaliou.

O brasileiro falou sobre a importância da torcida em suas conquistas no Rio. “A torcida é fundamental. A gente está vendo os mais jovens nadando eliminatória, às vezes não estão pegando finais, mas melhorando o tempo, fazendo o melhor tempo da vida deles. Isso é tudo fruto do apoio que a torcida dá. A gente dá o nosso melhor, o nosso máximo, pra poder sair satisfeito, porque assim todo mundo vai estar satisfeito”, afirmou.

Ele comentou sobre o apoio que recebeu na prova de domingo, quando o estádio Aquático, praticamente cheio, gritou seu nome tão logo ele foi anunciado. “Eu estava concentrado ali, e comecei a escutar ‘Daniel, Daniel’. Comecei a ir no ritmo, com a cabeça, curtindo aquele momento e pensando ‘poxa, eu vou fazer isso por mim e por todo mundo que está aqui e vou dar o meu melhor’. Eu não tenho dúvida de que eles (torcedores) ficaram satisfeitos”, completou.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel