Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

O economista Daniel Couri deve assumir interinamente o comando da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado até novembro deste ano, com a saída de Felipe Salto do cargo.

Salto foi nomeado para a Secretaria de Fazenda de São Paulo. De acordo com a presidência do Senado, o diretor mais antigo da IFI, no caso Couri, terá a prerrogativa de acumular o cargo de diretor-executivo após a vacância da vaga.

Em novembro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), deverá nomear um novo diretor-executivo para a instituição, responsável por avaliar cenários em prol do equilíbrio fiscal do País. O escolhido precisa ser sabatinado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e aprovado pelo plenário da Casa para um mandato de quatro anos.

Daniel Couri é economista formado pela Universidade de Brasília (UnB) e especialista em orçamento público. Couri é consultor do Senado desde 2014, após ter passado pelo Executivo e pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Ele está na IFI desde a criação do órgão, em 2016. Além dele, a direção da IFI é ocupada pela economista Vilma Pinto.