ISTOÉ Gente

Daniel Cady, marido de Ivete Sangalo, se revolta com Ministério da Agricultura: “Safadeza”

Crédito: Divulgação

PRIVACIDADE Ivete Sangalo e o marido Daniel Cady com as gêmeas Marina e Helena, de 11 meses, e o filho Marcelo: compras em Miami (Crédito: Divulgação)

Na tarde desta sexta-feira (18), o marido de Ivete SangaloDaniel Cady, que é  nutricionista, usou a sua rede social para mostrar toda a sua revolta e indignação sobre uma nota técnica do Ministério da Agricultura enviada ao Ministério da Saúde, que critica e pede a revisão do “Guia Alimentar para a População Brasileira”.

No Instagram, Cady repostou a opinião do nutricionista Matheus Lopes Cortes, docente da Universidade Federal da Bahia, e se referiu a nota do Ministério da Agricultura é como um desserviço à sociedade. “É muita safadeza! Atenção, nutricionistas! Compartilhem esse absurdo!”, disse ele.

Leia o post na íntegra:
“O Ministério da Agricultura enviou uma nota técnica ao Ministério da Saúde recomendando uma revisão do Guia Alimentar da População Brasileira. Na nota, o Ministério da Agricultura afirma que a orientação para evitar alimentos ultraprocessados presente no Guia é incoerente e cerceia a autonomia das escolhas alimentares. E pior, compara o processo de fabricação industrial dos alimentos com preparações culinárias domésticas para justificar que os ultraprocessados não são tão ruins. No final, para fechar com chave de ouro, critica a afirmação que os ultraprocessados não são nutricionalmente equilibrados dizendo que nenhum alimentação in natura também é! O mundo inteiro revisando seus guias alimentares ultrapassados e se inspirando na recomendação do brasileiro, enquanto que aqui o Ministério da Agricultura quer retroceder! Quais os interesses em proteger os alimentos ultraprocessados?”.

Confira a publicação de Daniel Cady no Instagram:

View this post on Instagram

É muita safadeza!!!! ATENÇÃO NUTRICIONISTAS!!!! Compartilhem esse absurdo!!! #repost @matheuslcortes ・・・ Deserviço à sociedade! O Ministério da Agricultura enviou uma nota técnica ao Ministério da Saúde recomendando uma revisão do Guia Alimentar da População Brasileira Na nota, o ministério da agricultura afirma que a orientação para evitar alimentos ultraprocessados presente no Guia é incoerente e cerceia a autonomia das escolhas alimentares. E pior, compara o processo de fabricação industrial dos alimentos com preparações culinárias domésticas para justificar que os ultraprocessados não são tão ruins. No final, pra fechar com chave de ouro, crítica a afirmação que os ultraprocessados não são nutricionalmente equilibrados dizendo que nenhum alimentação in natura também é! O mundo inteiro revisando seus guias alimentares ultrapassados e se inspirando na recomendação do brasileiro, enquanto que aqui o ministério da agricultura quer retroceder! Quais os interesses em proteger os alimentos ultraprocessados??

A post shared by Daniel Cady (@danielcady) on

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Microsoft Edge recebe nova funcionalidade para aumentar velocidade de carregamento

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar