Economia

Dados de março continuam indicando recuperação do emprego, diz ministério


O coordenador de estatísticas do Ministério do Trabalho, Mario Magalhães, avalia que os dados de março não geraram surpresa e continuam indicando recuperação das condições do mercado de trabalho, já que a destruição de empregos está cada vez menos intensa. Para o técnico, o mês de fevereiro – quando foram criados 35,6 mil empregos – é que sinalizava antecipação da recuperação do indicador e destoou do movimento visto até então.

“Em fevereiro, os números foram impactados positivamente pelo emprego no setor de serviços e o mês acabou antecipando de forma mais forte a tendência de recuperação que vivemos. Agora, o mês de março retoma o ritmo de recuperação que vínhamos vivendo no segundo semestre de 2016”, disse o técnico. Para Magalhães, “não há nenhum motivo para negativismo”. “Fevereiro antecipou uma tendência que março não confirmou, mas a tendência de recuperação continua.”

O coordenador do Ministério do Trabalho explica que é possível falar que a recuperação continua com a observação dos dados que mostram que a economia tem fechado menos vagas que o observado há um ano. Além disso, notou que alguns economistas do setor privado já preveem que é possível voltar à geração de empregos neste semestre.

Veja também
+ Joice Hasselmann aparece com fraturas e diz acreditar ter sido vítima de ‘atentado’
+ Pintor é expulso de rodízio por comer 15 pratos de massa; assista
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago