Economia

Custo de despacho por segurança energética soma R$24,3 bi em 2021, diz CCEE

Custo de despacho por segurança energética soma R$24,3 bi em 2021, diz CCEE

Linhas de transmissão de energia em Brasília (DF)


SÃO PAULO (Reuters) – Os custos de despacho por segurança energética dispararam neste ano e atingiram 24,3 bilhões de reais, com a crise hídrica levando a maiores acionamentos de termelétricas e importações de energia, apontou nesta quinta-feira a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Para o consumidor, essa despesa equivale a um encargo no valor de 39 reais por megawatt-hora (MWh).

Os custos foram elevados, mas necessários para garantir que o país não enfrentasse um racionamento ou cortes de carga, na avaliação do presidente do conselho da CCEE, Rui Altieri.

“O mês de novembro fechou com 26% de armazenamento em reservatório equivalente. Todo esse esforço (de despacho) agregou 20 pontos percentuais de armazenamento. Imagine se começássemos o período úmido com 6%, não teria como o ONS operar esse sistema”, disse o executivo, em conversa com jornalistas.

Segundo Altieri, soluções estruturais para reduzir o custo de operação do sistema elétrico brasileiro são um dos “deveres de casa” da CCEE para o próximo ano.

(Por Letícia Fucuchima)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB111J-BASEIMAGE


Saiba mais
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua