Comportamento

Curaçao tenta evitar propagação de sarampo em barco de cienciologistas

Curaçao tenta evitar propagação de sarampo em barco de cienciologistas

Barco "Freewinds" atracado Castries, Santa Luzia - AFP

As autoridades de saúde de Curaçao estão examinando os passageiros do cruzeiro “Freewinds”, barco da Igreja de Cientologia, depois de um caso de sarampo ter sido declarado a bordo.

O “Freewinds”, que zarpou na quinta-feira de Santa Lúcia, chegou no sábado em Willemstad, Curaçao, seu porto de base.

A AFP obteve imagens da embarcação graças a um drone, já que ela se encontra em um cais não acessível ao público.

Segundo as autoridades de Santa Lúcia, onde os passageiros foram colocadas em quarentena, há cerca de 300 pessoas a bordo e o vírus foi detectado em um membro da tripulação de nacionalidade dinamarquesa.

O “Freewinds” é utilizado pela Igreja da Cientologia como lugar de retiro.

Até o momento, a Igreja de Cientologia não emitiu comentários.

O governo está preocupado que várias pessoas participaram de eventos que foram organizados a bordo do navio quando ele estava em Curaçao antes de partir para Santa Lúcia e depois retornar.

Segundo a doutrina da Cientologia, os seres humanos são “habitados” por um espírito imortal chamado “thetan”, que “anima” o corpo em que vivemos temporariamente.

Passar uma temporada nos “Freewinds” é um requisito necessário para alcançar o nível 8 da “Thetan Operante”, que é o mais alto nível de espiritualidade.