Artigos

Cúpula Biden-Putin mobiliza gigantesco esquema de segurança em Genebra

Cúpula Biden-Putin mobiliza gigantesco esquema de segurança em Genebra

A emblemática fonte de Genebra, conhecida como "Jet d'Eau", atrás de uma cerca de arame farpado em 14 de junho de 2021, antes da cúpula Biden-Putin - AFP


Mesmo em uma cidade como a suíça Genebra, acostumada às funções diplomáticas, a cúpula entre os presidentes dos Estados Unidos e Rússia é um evento de grande magnitude, cercado por uma gigantesca força policial para garantir sua segurança.

Aproximadamente 4.000 policiais, militares e outros agentes de segurança foram mobilizados para garantir que tudo aconteça sem contratempos.

Há mais de uma semana, a Villa La Grange e o parque adjacente, onde Joe Biden e Vladimir Putin devem se encontrar por algumas horas na quarta-feira (16), estão cercados por barreiras de metal e arame farpado.

Todo bairro e suas redondezas estão fechados, e as embarcações ancoradas no lago devem se retirar, ou correm o risco de colidirem com lanchas armadas.

Além disso, tropas de soldados suíços foram enviadas para as representações russa e americana, separadas por apenas algumas centenas de metros, para apoiar a polícia diplomática de Genebra, encarregada da proteção externa de várias embaixadas da cidade.

Não muito longe do prédio das Nações Unidas, a apenas algumas dezenas de metros da embaixada russa, o icônico hotel Intercontinental vai ser transformado em uma fortaleza para hospedar Joe Biden.

O presidente americano dormirá na cidade antes da cúpula, enquanto seu homólogo russo chegará apenas na quarta-feira, na hora da reunião.

“O trabalho da polícia de Genebra é gigantesco. Eles podem contar com o apoio do Exército, de outros policiais suíços e de corpos locais para operar este gigantesco dispositivo”, afirmou o vice-diretor da Polícia Federal suíça, Stéphane Theimer.

Cerca de 95% dos policiais de Genebra estarão mobilizados para este evento, junto com outros 900 agentes de reforço enviados de outras partes da Suíça.

O Exército do Ar suíço está encarregado de garantir a vigilância dos céus, em caso de invasão do espaço aéreo, que está fechado em um raio de 50 quilômetros. Baterias antiaéreas também foram instaladas.

Para evitar se ver afetada pelos gigantescos comboios presidenciais, a prefeitura pediu à população local que trabalhe de casa neste dia.

Veja também
+ Joice Hasselmann aparece com fraturas e diz acreditar ter sido vítima de ‘atentado’
+ Pintor é expulso de rodízio por comer 15 pratos de massa; assista
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago