Farol ISTOÉ

Cristovam está com síndrome de Estocolmo

Crédito: Agência Senado

Demitido por Lula via telefone, o ex-senador Cristovam Buarque parece sofrer de Síndrome de Estocolmo – estado psicológico em que uma pessoa, submetida a determinada intimidação, passa a nutrir simpatia ou até mesmo amor por seu agressor. O ex-ministro da Educação teve a ousadia de dizer: “Preciso reconhecer: nem Lula, Dilma ou Temer, em 16 anos, interferiram para tolher a Lava Jato, controlar o MP, a Receita, a PF”. Acometido pela Estocolmo, Cristovam voltou a se apaixonar por Lula, aquele que o submeteu a uma vergonha nacional. Por isso, deve ter se esquecido temporariamente do episódio “Bessias” e da tentativa frustrada de Dilma, Lula e cia de nomear Marcelo Navarro como ministro-relator do STJ a fim de libertar Marcelo Odebrecht – todos sabem muito bem por quais razões. Já as razões de Cristovam nem nossa vã filosofia é capaz de imaginar quais sejam.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel