O Dia

Criminosos levam dois caminhões com carga roubada do Aeroporto do Galeão

Bandidos teriam chegado ao local em três veículos

Rio – Criminosos assaltaram o depósito do terminal da Latam, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, na Ilha do Governador na manhã deste sábado. Os assaltantes teriam chegado ao local fortemente armados e levaram dois caminhões carregados com o que seriam aparelhos celulares.
Segundo informações do RJTV1, os criminosos usaram três carros chegaram a fazer reféns. Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) foram acionados para o local e realizam diligências para solucionar o caso.
Caso anterior
Em abril do ano passado uma carga de mais de mil celulares Samsung Galaxy S9, recém-lançado no Brasil, avaliada em um milhão de dólares — R$ 3,4 milhões, foi roubada de dentro do terminal de cargas do Aeroporto do Galeão, na Ilha do Governador. A denúncia sobre o caso foi feita pelo coronel Venâncio Moura, diretor de segurança do Sindicato de Empresas de Transporte Rodoviário e Logística do Rio de Janeiro (Sindicarga). Ele relatou que bandidos da Favela Nova Holanda entraram armados, renderam funcionários que estavam no armazém da Gol e levaram os smartphones.
Viracopos
Na quinta-feira criminosos invadiram o aeroporto de Viracopos para roubar um carregamento de dinheiro que seria levado de avião para a Inglaterra. Os assaltantes utilizaram um arsenal com armas de guerra para efetuar o roubo.

A Polícia Federal acredita que cerca de 20 homens participaram da ação. Três deles foram mortos em confronto com policiais militares. Cinco ficaram feridos, três seguranças, um policial e uma refém. Parte das armas e munições estava no fundo falso de um caminhão de lixo, usado na fuga pelos bandidos.

De acordo com a lista de apreensão do material utilizado no crime, foram apreendidos dois fuzis AK 47, um fuzil calibre 5.56, um rifle artesanal calibre .50 com mira telescópica – arma capaz de derrubar um helicóptero -, três pistolas Glock calibre .40, dois revólveres, 13 carregadores, 16 estojos de munição, 423 munições diversas e um capacete balístico.

Uma mulher segue internada em estado grave.