Esportes

Criciúma e Chape travam duelo por decisão do Catarinense

Tigre e Chape medem forças a partir das 21h30 (Horário de Brasília), no Heriberto Hulse

Criciúma e Chape travam duelo por decisão do Catarinense

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Na noite de quarta-feira, a partir das 21h30 (Horário de Brasília), o estádio Heriberto Hulse será palco da semifinal entre Criciúma e Chapecoense, válida pelo Campeonato Catarinense.

Situação do Confronto

No primeiro duelo a Chapecoense levou a melhor. Sendo assim, o Verdão do Oeste joga pelo empate. Cabe ao Tigre um triunfo por dois gols de diferença. Se vencer pela vantagem mínima, a vaga será decidida nos pênaltis.

Como chegam

Após uma primeira fase abaixo da expectativa, a Chapecoense cresceu na hora certa e tem mostrado muita força no mata-mata. A prova disso é que o time ainda não foi superado e deixou o Avaí, time de melhor campanha, para trás.

Do outro lado está o Criciúma. E equipe carvoeira não sofreu tanto para garantir a vaga, mas promete lutar até o fim para sair de campo com uma vaga na decisão.

Prováveis Escalações:

Criciúma: Agenor; Victor Guilherme, Vitão, Maurício e Kaike; Foguinho, Eduardo e Jajá; Jean Dias, Thiago Henrique e Léo Ceará.

Chapecoense: João Ricardo; Ezequiel, Joílson, Luiz Otávio, Alan Ruschel; Guedes, Anderson Leite, Denner, Matheus Ribeiro; Aylon, Paulinho.

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea