Semanal

CPI vai pedir que MPF aprofunde investigação contra Bolsonaro por genocídio

CPI vai pedir que MPF aprofunde investigação contra Bolsonaro por genocídio

A cúpula da CPI da Covid-19 vai pedir que o Ministério Público Federal (MPF) aprofunde a investigação contra Bolsonaro por suspeitas ter praticado genocídio.

O termo foi retirado da versão do relatório lida na sessão desta quarta-feira (20), depois de ter causado divergências entre os integrantes da comissão.

“Vamos encaminhar ao Ministério Público para que aprofunde a investigação”, disse o senador Humberto Costa (PT-PE). “Bolsonaro é criminoso. Bolsonaro é genocida”.

Ele negou que o relatório tenha ficado mais ameno após as alterações feitas a pedido do G7 em jantar realizado na casa do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Boa parte dos parlamentares achavam que o texto não tinha condições técnicas para sustentar o indiciamento de Bolsonaro por genocídio de indígenas e homicídio qualificado.

“A pena mínima de Bolsonaro pode ser de 50 anos. E a máxima de 150. Quem disse que o relatório ficou ameno não entendeu nada”, afirmou Costa ao chegar no Senado.