Esporte

CPI pede a Belarus que cesse protestos contra exclusão da Rússia dos Jogos Rio-2016

O Comitê Paralímpico Internacional (CPI) anunciou que revogou nesta quinta-feira a credencial de um membro da delegação de Belarus por um “protesto político” contra a decisão de excluir a Rússia dos Jogos Rio-2016 e alertou que haverá consequências caso esta postura continuar.

O dirigente bielorrusso ergueu uma bandeira russa durante o desfile das delegações na cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos, na quarta-feira no Maracanã.

“Mostrar uma bandeira de uma nação que não é uma bandeira de sua nação, e uma bandeira de uma nação que não está aqui, sim, consideramos que é um protesto político. A isso se une o fato do presidente do comitê paralímpico de Belarus ter sido muito crítico” à decisão de suspender a Rússia, explicou à AFP Craig Spence, diretor de comunicações do CPI.

“O protesto político não é permitido nos Jogos Paralímpicos. Se continuarem, vamos nos reunir novamente e decidir que ação tomar”, completou.

A poderosa delegação russa, segunda colocada no quadro de medalhas em Londres-2012, foi excluída dos Jogos Rio-2016 devido ao grande escândalo de doping com participação do Estado.

jmy-jt/cl/am