Brasil

CPI ouve empresário bolsonarista Otávio Fakhoury, suspeito de financiar fake news

Crédito: Reprodução/CNN Brasil

Otávio Fakhoury, vice-presidente do Instituto Força Brasil (Crédito: Reprodução/CNN Brasil)

A CPI da Covid no Senado ouve nesta quinta-feira (30) o empresário bolsonarista Otávio Fakhoury, suspeito de financiar a disseminação de informações falsas sobre a pandemia de Covid-19.

Fakhoury é vice-presidente do Instituto Força Brasil, que tentou intermediar a negociação de vacinas contra a Covid entre a empresa Davatti e o Ministério da Saúde, e presidente do diretório do PTB em São Paulo.


Senadores da comissão suspeitam que o instituto tenha ajudado a propagar notícias falsas durante a pandemia. O requerimento que pediu a convocação do empresário foi assinado pelo vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Segundo Randolfe, Fakhoury “foi identificado como o maior financiador dos canais de disseminação de notícias falsas, como o Instituto Força Brasil, Terça Livre e Brasil Paralelo”.

Fakhoury também é alvo da CPMI das Fake News, e seu nome é citado no inquérito da Polícia Federal que investiga os responsáveis pelos atos antidemocráticos de 2020.

O empresário teria financiado quase R$ 50 mil em material de campanha para o então candidato Jair Bolsonaro (sem partido) nas eleições presidenciais de 2018. Os gastos não constam na declaração à Justiça Eleitoral.