Brasil

Pesquisadores depõem na CPI da Pandemia; acompanhe


A CPI da Pandemia recebe nesta quinta-feira os pesquisadores Pedro Hallal, epidemiologista da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), e Jurema Werneck, médica e diretora-executiva da Anistia Internacional Brasil. Tanto Hallal quanto Werneck são responsáveis por liderar estudos sobre o enfrentamento da pandemia de Covid-19 e devem ser questionados acerca dos dados colhidos. Acompanhe a sessão.

Os requerimentos para os depoimentos de Hallal e Werneck são de autoria do relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL). Na justificativa, ele explica que Pedro Hallal conhece a situação brasileira em relação à pandemia e as políticas públicas a serem adotadas nessa situação. “Por ser gestor e médico, acadêmico e cientista de grande respeitabilidade nacional e internacional, certamente contribuirá para que os integrantes desta comissão possam avaliar os fatos com a profundidade que merecem”, explica Calheiros.

No requerimento para convocar Jurema Werneck, o relator aponta que a participação dela é “necessária” para fornecer aos membros da comissão informações e esclarecimentos vinculados ao seu objeto. Segundo Calheiros, o Movimento Alerta — que é coordenado por Werneck — é formado por entidades da sociedade civil que trabalharam na consolidação de dados e informações acerca das mortes ocorridas durante a pandemia.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago