Geral

“CPF cancelado”, diz Bolsonaro após prisão e morte de Lázaro Barbosa

Crédito: AFP

"CPF cancelado", diz Bolsonaro após prisão e morte de Lázaro Barbosa (Crédito: AFP)


O presidente Jair Bolsonaro comentou nas redes sociais sobre a prisão e morte de fugitivo Lázaro Barbosa na manhã desta segunda-feira (28). Nas redes sociais, Bolsonaro parabenizou a força-tarefa que trabalhou nas buscas pelo criminoso durante 20 dias.

Polícia investigará se Lázaro atuou como jagunço e teve ajuda na fuga

Lázaro Barbosa é capturado pela polícia de Goiás e não resiste a ferimentos de confronto

Ex-mulher e ex-sogra de Lázaro são levadas para delegacia em Águas Lindas de Goiás

“Parabéns aos heróis da PM-GO por darem fim ao terror praticado pelo marginal Lazaro, que humilhou e assassinou homens e mulheres a sangue frio. O Brasil agradece! Menos um para amedrontar as famílias de bem. Suas vítimas, sim, não tiveram uma segunda chance”, escreveu o presidente no Twitter.

Antes, Bolsonaro fez uma breve comemoração. “Lázaro: CPF cancelado!”, escreveu.

Lázaro Barbosa foi morto após uma troca de tiros com a polícia nesta segunda-feira (28). A força-tarefa das policiais de Goiás e do Distrito Federal encontrou o criminoso após 20 dias de buscas.

Também nas redes sociais, Caiado parabenizou a polícia pelo trabalho. “Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido”, escreveu o governador no Twitter.

A força-tarefa que buscava por Lázaro estava concentrada em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, onde testemunhas alegaram ter visto o criminoso. O local fica a cerca de 20 km de onde foi montada a base da operação.

Histórico de Lázaro Barbosa

Lázaro tinha uma condenação por homicídio, na Bahia, e é também era procurado no DF e em Goiás por crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo. Ele foi preso em 2009, mas conseguiu fugir do Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, em 2016. À época, não retornou da saída temporária de Páscoa. Em 2018, ele foi detido novamente, desta vez em Águas Lindas de Goiás, mas escapou da prisão poucos meses depois.

O homem que a polícia perseguia era acusado de matar, a tiros e facadas, três pessoas na zona rural de Ceilândia, no último dia 9. Os mortos eram Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos, e os filhos Gustavo Marques Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15. O foragido também era apontado como responsável pelo sequestro da mulher de Cláudio, Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos. O corpo dela foi encontrado no dia 12 de junho à beira de um córrego.

Lázaro também era investigado como suspeito da morte de um caseiro de uma fazenda no distrito de Girassol, em Cocalzinho de Goiás, no último dia 5. Durante a fuga dos últimos dias, Lázaro invadiu chácaras, furtou um carro e o abandonou na BR-070, fez uma família refém e trocou tiros com a polícia.



Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio