Esportes

Covid: ONGS criam leilão beneficente com artigos autografados por estrelas do esporte

Itens com autógrafos de mais de 80 atletas renomados como Zico, Tande, Oscar Schmidt e Ibrahimovic serão leiloados e os recursos arrecadados irão para a compra de cestas básicas

Covid: ONGS criam leilão beneficente com artigos autografados por estrelas do esporte

Ibra e Oscar estarão no leilão (Foto: Divulgação; AFP; Divulgação)

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Na luta contra os efeitos da pandemia do Covid-19, o Colégio Mão Amiga, o Instituto Horas da Vida e o Projeto Arrastão realizarão, até o dia 14 de agosto, um leilão virtual beneficente para arrecadar recursos para compra de cestas básicas e itens de higiene e proteção, como álcool em gel e máscaras para pessoas em condições de vulnerabilidade.

O leilão 3ONGS1Causa contará com o apoio de mais de 80 atletas de diversas modalidades, como vôlei, tênis, futebol, natação e motociclismo, cujos itens autografados serão leiloados em prol das milhares de pessoas assistidas pelas três instituições. Mais de 40 empresas de diversos segmentos também já apoiam a iniciativa.

Os ex-atletas das seleções brasileiras de vôlei, Tande e Virna, são os capitães dessa equipe, que também conta com os técnicos Bernardinho, Zé Roberto Guimarães e Tite, e os medalhistas olímpicos Fernanda Venturini, Nalbert, Mauricio, Serginho, Robson Caetano e Gustavo Borges. Entre os craques do futebol, apoiam o leilão nomes como Zico, Rogério Ceni, Cassio, Dani Alves e Kaka, entre muitos outros. Estevão (vela),Giba (vôlei) e Caio (basquete) representam os atletas paralímpicos.

Pérolas do leilão

São mais de 100 itens especiais, repletos de história, glória, conquistas. Entre os objetos, há uma camisa do Paris Saint Germain autografada por Ibrahimovic, uma camisa do Flamengo de 1981, réplica da Libertadores da América, autografada pelo Zico, uma camiseta doada pelo Oscar Schmidt e uma maquete do barco Paraty, autografada pelo velejador Amyr Klink, além de vários outros uniformes, raquetes, tênis, pranchas e até troféus. Os interessados também poderão arrematar experiências como uma aula de judô com o judoca e medalhista olímpico Henrique Guimarães ou uma aula de vôlei de praia com Adriana Samuel.

– Essa união é extremamente importante para levarmos ajuda e esperança às pessoas em um momento tão complexo como o atual. Os atletas e empresas que apoiam essa iniciativa acreditam na forma como o esporte pode transformar a vida das pessoas. Esse apoio faz toda diferença agora na luta contra a Covid-19 – afirma o idealizador do leilão 3ONGs1Causa, André Kok.

Veja como participar

Até as 20h do dia 14 de agosto, os itens a serem leiloados estarão expostos no site www.superbid.net/evento/88303, que pode ser acessado por computadores, celulares ou tablets. O encerramento do leilão contará com a participação especial da jornalista e ex-bodyboarder Glenda Kozlowski.

– Todos podem participar de onde estiverem, a qualquer momento do dia, sabendo que poderão arrematar objetos que pertenceram a grandes ídolos do esporte e, ao mesmo tempo, ajudar muitas pessoas que estão precisando – comenta André Kok.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea