Geral

Covid-19: seleção de levantamento de peso tem acesso vetado à Colômbia


A restrição de acesso a brasileiros à Colômbia, determinada pelo governo local por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), deve impedir a participação de atletas do país no Campeonato Sul/Ibero Americano de levantamento de peso. A competição marcada para Cali, entre os próximos dias 10 e 14, vale pontos no ranking de classificação para a Olimpíada de Tóquio (Japão).

Em nota divulgada nesta terça-feira (4), a Confederação Brasileira da modalidade (CBLP) afirmou que um comunicado foi enviado à Confederação Sul-Americana (CSLP), à Federação Internacional (IWF, na sigla em inglês) e ao Comitê Olímpico do Brasil, além dos organizadores do evento. Segundo a entidade nacional do levantamento de pesos, “a decisão foge à alçada da CBLP e o planejamento prévio não poderá ser concretizado, como aconteceu também com atletas de outros esportes”.

Também de acordo com a nota, companhias aéreas que realizam o trajeto Brasil-Colômbia “não estão operando entre os dois países” e “as linhas que poderiam fazer escalas em outras nações não autorizam a presença de residentes no Brasil para o percurso neste momento”. A entidade ainda destacou que “o aeroporto Alfonso Bonilla Aragón de Palmira, em Cali, está com os voos comerciais suspensos por questões de segurança pública, o que pode colocar em risco, inclusive, a realização do torneio”.

Conforme a CBLP, o torneio em Cali tem pontuação menor e interfere pouco no ranking olímpico. Top-8 do ranking mundial na categoria acima de 109 quilos, Fernando Reis é quem menos depende da competição e deve ter a vaga em Tóquio confirmada após o evento. No mês passado, ele conquistou o Campeonato Pan-Americano, disputado em Santo Domingo (República Dominicana), pela quarta vez.

Os demais atletas terão que aguardar o fechamento da lista para saberem se conquistam a vaga olímpica como melhores do continente nas respectivas categorias. Medalhista de prata no Pan dominicano, Natasha Rosa (até 49 quilos) está quase lá, assim como Jaqueline Ferreira (até 87 quilos), que foi a sétima colocada na competição de abril. Rosane Santos (até 55 quilos), Marco Túlio Gregório e Sefafim Veli (ambos até 96 quilos) também sonham.

Outras restrições

Recentemente, as seleções brasileiras de basquete também não puderam viajar à Colômbia para competir. Em fevereiro, a equipe masculina foi impedida de realizar as duas últimas partidas pelas eliminatórias da AmeriCup, a Copa América da modalidade, em Cali. Como estava classificado por antecipação, o time nacional não foi prejudicado pelas ausências contra Paraguai e Panamá.


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



Já o elenco feminino não poderá disputar o Torneio Sul-Americano, a partir do próximo dia 10, que vale vaga para a AmeriCup, evento que é classificatório à Copa do Mundo de 2022, na Austrália. Mesmo assim, o Brasil se credenciará à competição (marcada para junho, em Porto Rico) por liderar o ranking continental de seleções.

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS