Coronavírus

Covid-19: Pazuello e governadores antecipam início da vacinação para esta segunda

Crédito: Agência Brasil

Diversos governadores brasileiros reunidos na manhã desta segunda-feira, 18, com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, entraram em um acordo para que a vacinação contra a covid-19 tenha início no País já nesta segunda-feira às 17h. Eles participam de ato simbólico em Guarulhos (SP) para a distribuição das doses da Coronavac – imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan contra o novo coronavírus – do Ministério da Saúde aos Estados.

Mais cedo, governadores haviam entrado em um acordo para que a vacinação tivesse início na terça-feira (19) às 14h, porém o ministro adiantou o prazo para que as doses fossem entregues ainda hoje e aplicadas ao fim da tarde. Inicialmente, a largada para a vacinação nacional estava planejada pelo ministério para quarta-feira, dia 20, às 10h.

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), não compareceu ao evento. O Estado foi representado no evento pelo vice Rodrigo Garcia. No domingo, Doria participou de cerimônia para a aplicação da primeira dose da vacina no Brasil, logo depois que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, por unanimidade, o uso emergencial do imunizante.

Para o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, a inauguração promovida por Doria “é um gesto que coloca os governadores numa posição de segunda categoria”. “Não tínhamos sequer vacinas no nosso Estado”, completou.

Durante o evento, Pazuello falou que “a lealdade federativa será mantida”, em uma crítica ao Doria, e destacou que o Brasil é referência em vacinação “e continuará sendo”. Além de Caiado, participaram do evento governadores de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pará, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, entre outros.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

De acordo com informações do Ministério da Saúde, começa nesta manhã a distribuição de 4,6 milhões de doses da vacina. Os imunizantes estão no Departamento de Logística em Saúde, em São Paulo, e serão transportados para cada um dos Estados pela Força Aérea Brasileira (FAB).

A Anvisa aprovou neste domingo o uso emergencial de 6 milhões de doses da vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Com a divisão das doses entre os Estados, cerca de 1,3 milhão permanecem em São Paulo.

Segundo o ministério, a logística contará com aviões e caminhões preparados para a refrigeração dos imunizantes. Além dos aviões da FAB, aeronaves das companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass farão o transporte gratuito da vacina para as capitais brasileiras. Após a chegada dos imunizantes às capitais, a distribuição passa a ser feita por cada Estado, com apoio do Ministério da Defesa.

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Veja os lugares inusitados onde famosos já fizeram sexo
+ Como saber se um pisciano está apaixonado por você? Descubra como Peixes reage ao amor!
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago