Esportes

Coudet compara futebol brasileiro ao argentino e espanhol: ‘São muito diferentes’


Eduardo Coudet, ex-técnico do Internacional e atualmente no Celta, da primeira divisão do Campeonato Espanhol, fez algumas comparações entre os locais onde já foi treinador: Argentina, Brasil e Espanha, em uma entrevista para o site Betway. Segundo o argentino, os jogadores brasileiros são muito técnicos.

“São muito diferentes! Na Argentina, é um futebol muito mais físico. O futebol brasileiro não tem tanto contato. E os jogadores, fisicamente, são mais fortes do que em qualquer parte do mundo, eu acho. São mais velozes, mais técnicos, mas é um futebol que, se eu for dizer a diferença em relação ao argentino, é que não tem tanto toque. E um futebol muito bonito, muito equilibrado, que muda muito. E que se vive, como na Argentina, com um grau de intensidade total”, elogiou Coudet.

O técnico enxerga mais diferenças entre o futebol sul-americano e o espanhol. “No futebol espanhol, há uma diferença na velocidade, principalmente na tomada de decisões, em como a bola corre, na velocidade em que a bola é tocada. Bem todos têm suas características, e são todos diferentes”, analisou o treinador.

Coudet ainda comentou sobre a saída do Internacional para o Celta. Na ocasião, o time gaúcho liderava o Campeonato Brasileiro, mas ainda assim havia muita pressão nos bastidores sobre o treinador. Segundo o argentino, ele apreciou bastante o clube e a cidade de Vigo.

“Eu gostei da cidade, do clube. Isso com certeza teve muito a ver com a minha escolha, para eu tomar essa decisão. É tudo muito rápido. Eu estava no Brasil, na primeira colocação e pouco tempo depois estava na Espanha com uma equipe na última posição. Mas sempre tive muita confiança de que a equipe poderia reagir, e foi o que aconteceu”, relembrou.


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



“Como treinador é minha primeira experiência, não apenas na Europa, mas a primeira vez que não participei da formação do elenco, não fiz uma pré-temporada. É um desafio a mais para continuar crescendo. O bom de ter treinado em ligas diferentes é aprender a se adaptar. E claro que te leva a um crescimento. Isso te enriquece como pessoa, com certeza”, comentou Coudet.

Da 20.ª colocação entre os 20 times do Campeonato Espanhol, Coudet levou o Celta atualmente ao 10.º lugar, 11 pontos acima da zona de rebaixamento.

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS