Ediçao Da Semana

Nº 2743 - 19/08/22 Leia mais

O goleiro da Costa Rica, Keylor Navas, disse nesta terça-feira que a seleção de seu país tem todas as condições de vencer a partida contra a Nova Zelândia, valendo a última vaga na Copa do Mundo do Catar-2022, e negou que a seleção dependa de suas atuações no gol.

“Temos uma oportunidade muito boa de poder nos classificar para uma Copa do Mundo, sabemos o quanto isso é importante”, disse Navas ao chegar ao Catar para se juntar na concentração aos demais jogadores de sua equipe, que também chegaram ao país árabe nesta terça.

“Temos que encarar com responsabilidade, mas acima de tudo com muita alegria de que temos tudo para poder vencer”, acrescentou o astro do PSG em entrevista exclusiva ao portal costarriquenho Yashinquesada.com.

“Vamos com tudo, com muita gana, com tranquilidade, com vontade de desfrutar, torcer para que as coisas corram bem para nós e que possamos vencer esse jogo”, disse Navas.

Costa Rica e Nova Zelândia disputarão na próxima terça-feira, em Doha, a partida da repescagem do Catar-2022. O vencedor ficará com a última vaga para a Copa do Mundo, no Grupo E, junto com Alemanha, Espanha e Japão.

Na segunda-feira, a seleção da Costa Rica se despediu de centenas de torcedores, com bandeiras do país e camisas da seleção, que saíram às ruas para ver o ônibus passar com os jogadores e a comissão técnica a caminho do aeroporto, em meio a uma atmosfera de euforia.

“O grupo está bastante unido, formamos uma seleção onde cada um sabe muito bem qual é o seu papel, isso é sempre muito importante.

No entanto, ele minimizou o papel de destaque que desempenhou durante o octogonal da Concacaf, onde os jogadores comandados pelo colombiano Luis Fernando Suárez conseguiram chegar à repescagem após uma reação espetacular no segundo turno.

“Consegui ajudar a minha equipe (mas) não marquei um único gol nas eliminatórias e sem gols não dá para vencer jogos, por isso somos todos importantes aqui”, afirmou.

“Seria muito injusto dizer que um time é apenas um jogador”, acrescentou o tricampeão da Champions League pelo Real Madrid.

A Costa Rica, que participou de cinco Copas do Mundo, pretende se classificar para seu terceiro mundial consecutivo. Seu melhor desempenho foi na Copa do Brasil-2014, onde os ‘Ticos’ chegaram surpreendentemente às quartas de final, graças a, entre outras qualidades, uma boa atuação de Navas.

O goleiro costarriquenho também afirmou estar “tranquilo” em relação ao seu futuro no PSG, com quem ainda tem dois anos de contrato, e apesar de manter uma dura batalha pela vaga de titular com o italiano Gianluigi Donnarumma.

“Não estou estressado, não estou preocupado, veremos o que está por vir e para onde iremos ou onde estaremos, se estaremos em Paris ou em qualquer outro lugar”, disse ele.

jjr/cl/aam