Economia

Corte em tarifa de importação da China inclui suco de laranja e avocado

O comunicado da China que anuncia o corte de tarifas sobre alguns produtos, divulgado mais cedo nesta segunda-feira, detalha alguns produtos beneficiados pela medida. O Ministério das Finanças diz que “a fim de melhor atender às necessidades das vidas das pessoas”, cortará tarifas de importação sobre carne de porco congelada, avocados congelados e suco de laranja não congelado.

O governo chinês diz que pretende “expandir ativamente as importações, estimular o potencial de importações e otimizar a estrutura de importações”. As medidas entram em vigor em 1º de janeiro e devem levar as tarifas de importação sobre mais de 850 commodities para um patamar inferior à tarifa determinada pela regra das nações menos favorecidas no comércio global.

Também são cortadas a zero tarifas sobre alcaloides usados para o tratamento de asma e a matéria-prima para a produção de novos medicamentos para diabetes. Serão ainda reduzidas tarifas sobre equipamentos e partes deles na área de “tecnologias avançadas”, a fim de apoiar esse setor,. Para encorajar a demanda doméstica, tarifas novas ou reduzidas para alguns produtos de madeira e papel foram determinadas.

O governo chinês informa que continuará a implementar cortes de tarifas sobre algumas commodities originárias de 23 países ou regiões com os quais tem acordos, como Nova Zelândia, Peru, Costa Rica, Suíça, Coreia do Sul e Chile.

A nota diz também que o corte anunciado tem como intenção promover o fluxo “ordenado e livre” de produtos internacionais e domésticos, além de “promover a construção de um novo nível de economia aberta”. A medida surge no momento em que Pequim avança para concluir a fase 1 do acordo comercial bilateral com os Estados Unidos, anunciado anteriormente pelas duas partes.