Esportes

Correção: Figueirense bate a Ponte Preta e deixar zona de rebaixamento da Série B

A matéria enviada anteriormente continha um erro no segundo parágrafo: o Figueirense está com 38 pontos. Segue a versão corrigida:

Após 14 rodadas dentro da zona de rebaixamento, o Figueirense enfim deixou o grupo da degola. O time catarinense ganhou a posição do Londrina ao derrotar a Ponte Preta por 3 a 1, nesta terça-feira, no estádio Moisés Lucarelli.

O triunfo, pela 35ª rodada, levou o Figueirense a atingir o nono jogo de invencibilidade. Agora, soma 38 pontos, na 16ª colocação. O Londrina, que abre a zona de rebaixamento, tem 35. A Ponte Preta somou seu oitavo jogo sem vitória, ficando estacionada nos 45 pontos, sem mais chances de acesso.

Desesperado para sair da zona de rebaixamento, o Figueirense precisou de apenas um minuto para surpreender a Ponte Preta no Moisés Lucarelli. Breno recuperou a bola e ligou Jefferson Renan. O atacante invadiu a área e serviu Rafael Marques, que chutou na saída do goleiro Ygor Vinhas para abrir o marcador.

Se defendendo com duas linhas de quatro, o Figueirense conseguiu conter o ímpeto da Ponte Preta até os 28 minutos, quando Conrado derrubou Marquinhos dentro da área. O árbitro marcou pênalti. Roger foi para a cobrança e empatou. A virada quase veio no lance seguinte. Araos recebeu na entrada da pequena área e mandou no travessão. Na sobra, tentou um “peixinho”, mas parou em Pegorari.

Após o susto, o Figueirense voltou a colocar a bola no chão, mas só assustou em tentativas de longa distância. Em uma delas, Breno mandou nas mãos de Ygor Vinhas. Sem muita pretensão na Série B, a Ponte Preta deixou o ritmo caiu e levou apenas o empate para o intervalo.

Assim como foi no primeiro tempo, o Figueirense voltou para o segundo pressionando o adversário. Jefferson Renan cortou para o meia e buscou o ângulo, mas Ygor Vinhas salvou. O goleiro fez outra excelente defesa na sequência, desta vez, em arremate de Breno.

A Ponte Preta chegou a responder com Renato Cajá, mas a tentativa de fora da área foi pela linha de fundo. O Figueirense, no entanto, se mostrou melhor e chegou ao gol com o dedo de Pintado. Aos 23 minutos, Andrigo, que acabara de entrar, recebeu de Fellipe Mateus e chutou mascado para fazer 2 a 1.

O Figueirense ainda fez o terceiro, novamente após uma substituição de Pintado. Victor Andrade recebeu de Fellipe Mateus e soltou o pé para ampliar. O time campineiro criou grande oportunidade com João Carlos. O atacante arriscou de fora da área e mandou no travessão. A bola voltou nas costas de Pegorari e foi entrando. O goleiro enfiou as mãos por dentro das redes para tirá-la do gol, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Após muita reclamação por parte da Ponte Preta, Gilberto Rodrigues Castro Júnior apitou o final da partida e confirmou o triunfo que tira o Figueirense da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, a Ponte Preta enfrentará o CRB no sábado, às 16h30, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). No domingo, às 18h30, o Figueirense vai receber o Cuiabá no Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC).

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 3 FIGUEIRENSE

PONTE PRETA – Ygor Vinhas; Edílson, Renan Fonseca, Henrique Trevisan e Guilherme Guedes; Washington (Vinícius Zanocelo), Camilo, Renato Cajá (Marcondele), Marquinhos (João Carlos) e Araos; Roger. Técnico: Gilson Kleina.

FIGUEIRENSE – Pegorari; Luis Ricardo, Alemão, Ruan Renato e Conrado; Patrick (Pereira), Betinho e Fellipe Mateus; Breno (Andrigo), Rafael Marques e Jefferson Renan (Victor Guilherme). Técnico: Pintado.

GOLS – Rafael Marques, a 1, e Roger, aos 28 minutos do primeiro tempo. Andrigo, aos 23, e Victor Guilherme, aos 41 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE).

CARTÕES AMARELOS – Alemão, Betinho, Luis Ricardo e Ruan Renato (Figueirense); Marquinhos e Roger (Ponte Preta).

RENDA – R$ 17.095,00.

PÚBLICO – 1.573 pagantes.

LOCAL – Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Veja também

+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior