ISTOÉ Gente

Corpo do baterista do Foo Fighters tinha ao menos 10 substâncias tóxicas

Corpo do baterista do Foo Fighters tinha ao menos 10 substâncias tóxicas

Corpo do baterista do Foo Fighters tinha ao menos 10 substâncias tóxicas

Autoridades colombianas acharam vestígios de opioides, antidepressivos e maconha no corpo de Taylor Hawkins. Músico morreu aos 50 anos em um hotel de Bogotá. Ele se apresentaria no Brasil neste domingo.As autoridades colombianas encontraram vestígios de opioides, antidepressivos e maconha no corpo de Taylor Hawkins, baterista da banda Foo Fighters, que morreu aos 50 anos na noite de sexta-feira em um hotel de Bogotá.

+ RJ: Polícia conclui que designer de moda morreu asfixiada pela colega com quem dividia casa
+ Mulher que morreu em voo de São Paulo para Paris foi vítima de trombose


Embora a causa da morte seja desconhecida, um exame toxicológico encontrou 10 substâncias no corpo do músico americano, “incluindo THC (maconha), antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e opioides”, disse o Ministério Público colombiano, em comunicado divulgado na noite deste sábado (26/03).

Também neste sábado, a Secretaria Distrital de Saúde de Bogotá informou que o artista se queixou de dores no peito antes de morrer. Segundo o órgão, uma ambulância foi enviada ao hotel, mas o músico não respondeu às manobras de reanimação.

Ele foi declarado morto enquanto milhares de fãs aguardavam a apresentação da banda no Festival Estéreo Picnic, marcada para aquela mesma noite.

Os médicos forenses continuam a trabalhar “para obter um esclarecimento completo dos eventos que levaram à morte” de Hawkins, que sofreu uma overdose há mais de 20 anos.

O festival anunciou o cancelamento do show da banda na Colômbia e da apresentação do grupo marcada para este domingo no Lollapalooza Brasil, em São Paulo.

Carisma

Membro de um dos grupos de rock alternativo mais influentes e aclamados pela crítica do mundo, Hawkins era conhecido por seu carisma no palco e ritmos inspirados no rock clássico de lendas como Phil Collins e Roger Taylor do Queen.

Ele foi contratado pelo vocalista e ex-baterista do Nirvana Dave Grohl, tendo atuado nas gravações de alguns dos maiores sucessos do grupo, incluindo Learn to Fly e Best of You.

Em 2001, ele esteve em coma por overdose de heroína. Em uma entrevista de 2021 à publicação musical Kerrang, ele disse que o incidente “mudou tudo” em sua vida. “Eu não vou pregar contra as drogas porque eu adorava usar drogas, mas isso ficou fora de controle por um tempo e quase acabou comigo”, ele admitiu então.

Parentes sintéticos da heroína, os opioides são analgésicos altamente viciantes. Nos Estados Unidos, mataram mais de 500 mil pessoas nas últimas duas décadas.

Bogotá fica a mais de 2.600 metros acima do nível do mar, e artistas como Miley Cirus, Sam Smith e Katy Perry precisaram de tanques de oxigênio para suas apresentações na cidade andina.

Por suas enérgicas apresentações ao vivo, Hawkins se tornou um dos membros mais destacados do Foo Fighters, junto com Grohl, que também sofreu em 1994 a morte de seu então parceiro no Nirvana Kurt Cobain. Hawkins era casado com a ilustradora Alison Hawkins, mãe de seus três filhos.

Condolências

Dezenas de flores, fotos e mensagens dedicadas ao músico texano foram deixadas por seus fãs do lado de fora do hotel onde ele morreu. “Estou em estado de choque. Sou baterista e minhas principais influências sempre foram os Foo Fighters e Taylor Hawkins na bateria”, disse à agência AFP Ricardo Rodríguez, que participou da homenagem.

Mensagens de condolências do mundo da música não demoraram a vir à tona. O lendário Ozzy Osbourne o saudou como uma “grande pessoa e um músico incrível”, enquanto Mick Jagger, dos Rolling Stones, se declarou “incrivelmente triste”.

“A família Foo Fighters está devastada pela perda trágica e prematura de nosso amado Taylor Hawkins”, disse a banda em comunicado no Twitter. “Seu espírito musical e risada contagiante viverão com todos nós para sempre.”

O festival Lollapalooza também lamentou a morte do músico em uma nota divulgada nas mídias sociais. “Estamos absolutamente devastados pela perda de nosso amigo, Taylor Hawkins”, destaca a organização do evento.

md (AFP, ots)