Notícia

Corpo de Muhammad Mohamed Ali chega a Louisville para o funeral


A família de Muhammad Ali acompanhou o traslado do corpo do mito do boxe para sua cidade natal, Louisville, onde uma grande multidão deve se despedir do “maior” de todos os tempos.

O ex-presidente Bill Clinton, o ator Billy Crystal e o jornalista esportivo farão os discursos fúnebres em Louisville, onde o três vezes campeão mundial dos pesos pesados cresceu e iniciou a carreira no boxe.

O carismático Ali, uma das personalidades mais relevantes do século XX por sua atuação dentro e fora dos ringues, faleceu na sexta-feira aos 74 anos, em consequência dos problemas de saúde derivados de uma batalha contra o Mal de Parkinson que durou mais de três décadas.

“Ali está em casa agora”, escreveu o prefeito de Louisville, Greg Fischer, no Twitter.

Um avião particular transportou o caixão com o corpo e os parentes do boxeados até a maior cidade do estado de Kentucky a partir do Arizona, onde o mito faleceu na sexta-feira.

O caixão foi levado para uma funerária, onde dezenas de fãs aguardavam para homenagear Ali.

Um serviço religioso ecumênico foi realizado no domingo em homenagem a Muhammad Ali no domingo no Centro Islâmico de Louisville. O atleta se converteu ao islamismo nos anos 1960.

“Nossos corações estão feridos, mas estamos felizes porque papai agora é livre”, escreveu sua filha Hana no Twitter. Ali tinha nove filhos.

O prefeito Fischer disse à AFP que a cidade está preparada para as homenagens.

“O campeão era uma figura sobrenatural que transcendia fronteiras, esportes e artes, passando pelo lado humanitário, brancos e negros, cristãos e muçulmanos. Pertence ao mundo inteiro”, disse.

Ele disse que o presidente Barack Obama “está considerando” comparecer ao funeral.

“Temíamos sua morte há algum tempo, mas o campeão, que já havia estado enfermo antes, sempre se recuperava. Mas tivemos tempo de organizar”, afirmou o prefeito democrata.

Depois de uma cerimônia íntima para a família na quinta-feira, o caixão de Ali será transportado na sexta-feira pelas ruas de Louisville, antes de um sepultamento privado e um serviço fúnebre público no KFC Yum! Center.

Ali foi vítima de um choque séptico por causas naturais, não especificadas.

O porta-voz da família, Bob Gunnell, explicou que Ali recebia atendimento médico por um resfriado, mas o estado de saúde piorou rapidamente. Ele foi internado em um hospital da cidade de Scottsdale, perto de Phoenix, onde viveu por muitos anos com a esposa Lonnie.

A família de Ali decidiu desligar os aparelhos que o mantinham com vida na sexta-feira”, disse Gunnell.

“Todos tentamos permanecer fortes e sussurramos no ouvido: ‘Pode ir em paz agora. Ficaremos bem'”, afirmou Hana Ali.

Presidentes, políticos, empresários, ativistas sociais e pessoas humildes prestaram homenagens a “The Greatest” (O Maior), como ele mesmo se definiu ainda na juventude e que a história confirmou por suas ações.

“Muhammad Ali foi o maior. Ponto final”, disse Obama no sábado.

burs-sst-prz/fp

Veja também
+ Joice Hasselmann aparece com fraturas e diz acreditar ter sido vítima de ‘atentado’
+ Pintor é expulso de rodízio por comer 15 pratos de massa; assista
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

Tópicos

Ali boxe EUA morte