Coronavírus faz bem a bandidos de colarinho branco

Crédito: Reprodução

(Crédito: Reprodução)


O coronavirus está fazendo bem aos bandidos de colarinho branco. A Justiça mandou para casa vários deles, para reduzir os riscos de contágio nas cadeias.

Assim, criminosos como Eduardo Cunha (ex-presidente da Câmara), Marcos Valério (operador do mensalão) e o doleiro Dario Messer estão deixando a prisão. Quando passar a pandemia, eles voltam.

Prêmio 

Até o ladrão dos R$ 51 milhões de recursos públicos, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, está indo cumprir “prisão domiciliar”.

Todos eles estão sendo mandados para suas mansões, compradas com dinheiro roubado das estatais durante o governo do PT. A Justiça pensa em destinar a fortuna de Geddel para o combate ao coronavírus. Menos mal.


+ Mãe conta à polícia que ateou fogo e matou bebê por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Youtuber é perseguido por jacaré de três metros: veja vídeo



Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.