Mundo

Coronavírus circula na Itália desde setembro de 2019, diz estudo

MILÃO, 15 NOV (ANSA) – O coronavírus Sars-CoV-2 já circulava na Itália em setembro de 2019, muito antes do que se imaginava até agora, de acordo com um estudo divulgado neste domingo (15) pelo Instituto dos Tumores de Milão e pela Universidade de Siena.   

A pesquisa foi publicada pela revista científica Tumori Journal e se baseou em amostras coletadas em 959 pessoas que participaram de uma campanha de detecção de câncer de pulmão entre setembro de 2019 e março de 2020.   

Uma análise no sangue dos participantes mostrou que pelo menos 111 (11,6%) já tinham anticorpos para o Sars-CoV-2. Desses 111, 14% participaram da campanha de rastreio em setembro do ano passado. Até agora, acreditava-se que o novo coronavírus começara a circular na Itália em dezembro.   

Ainda segundo o estudo, os pacientes que tinham anticorpos já em setembro de 2019 eram provenientes de cinco regiões: Emilia-Romagna, Lazio, Ligúria, Lombardia e Vêneto.   

A Itália é um dos países mais atingidos pela pandemia de coronavírus e contabiliza quase 1,2 milhão de casos e mais de 45 mil mortes, de acordo com o Ministério da Saúde.   


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

O primeiro contágio foi detectado no fim de janeiro, mas os registros iniciais de transmissão interna apareceram entre 20 e 21 de fevereiro.   

Para conter a segunda onda da crise sanitária, o governo colocou seis regiões em lockdown (Calábria, Campânia, Lombardia, Piemonte, Toscana e Vale de Aosta), englobando 44% da população nacional. (ANSA).   

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!
+ Modelo e atriz italiana paga promessa e posta foto ‘só de máscara’ após vitória da Lazio
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel