Esportes

Corinthians/Guarulhos e Taubaté decidem título do Paulista masculino de vôlei

Com casa cheia, o Corinthians/Guarulhos tentará neste sábado reverter a vantagem do ESM Taubaté/Funvic, às 21 horas, no ginásio da Ponte Grande, em Guarulhos (SP), na decisão do Campeonato Paulista masculino de vôlei. Com apenas quatro meses de vida, o time vai enfrentar um rival que tem o dobro de seu orçamento. Se o clube da Grande São Paulo se vira com R$ 5 milhões por ano, o Taubaté investe cerca de R$ 10 milhões para ter uma equipe com vários jogadores da seleção.

“O Taubaté vem desenvolvendo um projeto para conquistar tudo, assim como o Cruzeiro. Vem reforçando a equipe, será um duelo extremamente difícil, o que nos faz jogar num nível de responsabilidade bem baixo. Podemos arriscar bastante, jogar nosso melhor, forçando ao máximo e no nosso limite. É uma final, casa cheia, atletas experientes dos dois lados, eles têm jogadores que estão vindo de um nível internacional, mas chegamos aqui e vamos brigar”, avisou Alexandre Stanzioni, técnico do Corinthians/Guarulhos.

O Taubaté venceu a primeira partida da decisão em casa por 3 sets a 1 e agora, caso ganhe novamente, será campeão. Já o Corinthians/Guarulhos precisa bater o adversário por qualquer placar para levar a partida para o golden set, de 25 pontos, quando o vitorioso na parcial será campeão. Quem está empolgado com a decisão é o líbero Serginho, jogador corintiano mais experiente e que sabe que o ginásio da Ponte Grande será pequeno para a Fiel Torcida.

“Infelizmente vai ficar pequeno. A gente fez de tudo para conseguir uma restauração no Thomeuzão (Pascoal Thomeu, em Guarulhos), que tem capacidade para 7 mil pessoas, mas não deu. Só que nossa casa é essa aqui e estamos felizes dentro dela. Pena que não vai comportar a quantidade de pessoas que é apaixonada pelo vôlei aqui em Guarulhos e pelo nosso trabalho. Infelizmente muita gente vai ficar fora”, disse.

Ele sabe que o Corinthians/Guarulhos é zebra no confronto, ainda mais pela qualidade do adversário que conta com Wallace e Lucarelli. “Eles são pilares de seleção brasileira. O Wallace praticamente carregou um piano muito pesado na Olimpíada, jogou demais, ele e o Lucarelli. O caras contrataram técnico estrangeiro, tem o Raphael, que é um dos jogadores que tem mais título na atualidade como levantador em clubes. O favoritismo é totalmente do Taubaté e vamos tentar fazer uma fumaça. A gente sabe que é muito difícil”, concluiu Serginho.