Esportes

Corinthians e Palmeiras fazem jogo ruim na Arena e empatam sem gols

Rivais fizeram uma decisão de baixo nível técnico nesta quarta-feira. Com o 0 a 0 no placar, as equipes irão para o Allianz Parque, no próximo sábado, em igualdade de condições

Corinthians e Palmeiras fazem jogo ruim na Arena e empatam sem gols

na Arena (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

 

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Em jogo de nível técnico baixo, Corinthians e Palmeiras empataram em 0 a 0, nesta quarta-fera, na Arena em Itaquera. A primeira partida da decisão do Campeonato Paulista de 2020 teve poucas chances de clara de gol. As melhores para o Corinthians, que pararam nas mãos de Weverton. A igualdade no placar levará a definição do título estadual para o Allianz Parque, no próximo sábado.

O início do primeiro mostrou o nervosismo típico de uma final entre grandes rivais, com cautela de ambas as partes e poucas jogadas ou chances de gol. Aos poucos, porém, o Timão foi ganhando mais campo, encontrando espaços na defesa adversária, uma vez que não era muito ameaçado, a não ser em bolas paradas e lançamentos longos, que eram facilmente neutralizados.

A primeira boa chance dos Corinthians foi aos 27 minutos da etapa inicial, quando Luan fez um belo lançamento para Ramiro, que apareceu livre na área palmeirense para finalizar, mas o chute saiu mascado e Weverton fez uma defesa segura. Diferentemente do que fez no lance seguinte, quando Mateus Vital finalizou forte, no canto, e o arqueiro alviverde fez um milagre na Arena.

Após ver o rival quase abrir o placar, o Palmeiras passou a melhorar na partida, apesar de os melhores lances ainda saírem de bolas paradas e com boas participações de Gabriel Menino e Patrick de Paula. Antes mesmo do fim do primeiro tempo, Rony e Vital se estranharam e houve um pequeno entrevero, logo controlado. Aos 46 minutos, a melhor chance do Verdão, com jogada de Luiz Adriano pela direita e finalização ruim de Ramires, por cima do gol.

Para a segunda etapa, o Palmeiras voltou com duas alterações: saíram Luiz Adriano e Ramires, e entraram Willian e Bruno Henrique, mas o que mudou também foi a atitude do time em campo, que passou a pressionar o adversário já no campo de ataque. A verdade é que embora tivesse melhorado, a equipe de Luxemburgo não conseguia criar chances de algo, em contrapartida não deixou os comandados de Tiago Nunes saírem para o jogo.

Aos 23 minutos, Danilo Avelar dominou mal uma bola e Rony tomou a bola, que caiu com Willian, que sairia sozinho na cara do gol, mas o zagueiro corintiano impediu a passagem colocando a mão na bola. Na cobrança de falta, perigosa, Bruno Henrique chutou forte no canto de Cássio, que socou para longe. Foi a primeira chance mais clara de gol do Palmeiras na etapa final.

Tiago Nunes e Vanderlei Luxemburgo fizeram alterações na reta final da partida, mas as chances continuaram não aparecendo. Jô fez uma falta em Gustavo Gómez, levantando demasiadamente o pé, mas Raphael Claus controlou com os ânimos com um cartão amarelo. Os palmeirenses reclamaram muito e pediram a revisão no VAR, porém sem sucesso.

​Pelo que os dois times fizeram, pelo pouco que produziram nos mais de 90 minutos de jogo, o empate pareceu ser o resultado mais justo. A decisão agora, sem vantagem, será no próximo sábado, às 16h30, no Allianz Parque. Em caso de a igualdade persistir, o duelo será decidido nos pênaltis.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 0 X 0 PALMEIRAS
Data:
5/8/2020 – 21h30
Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
Renda e público: portões fechados
Assistentes: Neuza Ines Back e Daniel Paulo Ziolli
Cartões amarelos: Mateus Vital, Danilo Avelar, Jô e Ramiro (COR); Rony (PAL)
Gols:

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Carlos Augusto; Gabriel, Éderson (Cantillo, 28’/2ºT) e Luan (Araos, 28’/2ºT); Ramiro, Mateus Vital (Léo Natel, 40’/2ºT) e Jô. Técnico: Tiago Nunes

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Gabriel Menino (Raphael Veiga, 34’/2ºT), Patrick de Paula e Ramires (Bruno Henrique, intervalo); Zé Rafael (Gustavo Scarpa, 34’/2ºT) , Rony (Iván Angulo, 40’/2º T)e Luiz Adriano (Willian, intervalo). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea