Brasil

Coreia do Sul abre mercado à carne suína brasileira

SÃO PAULO, 17 MAI (ANSA) – Pouco mais de um ano depois da Operação Carne Fraca denunciar um esquema de adulteração de carnes em diversas empresas, o que gerou uma crise com outros países que suspenderem temporariamente a importação do produto, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, anunciou nesta quinta-feira (17) que o governo da Coreia do Sul abriu mercado para a carne suína brasileira.   

“Amanhecemos com uma ótima notícia: a Coreia do Sul abriu seu mercado de carne suína para o Brasil. Mercado de 1,5 bilhões de dólares por ano”, disse Maggi em sua conta no Twitter.   

De acordo com o ministro, que está em Xangai, na China, inicialmente as exportações sairão de Santa Catarina, que já tem quatro estabelecimentos credenciados. Em abril, o Ministério já havia comentado que as negociações entre os dois países estavam avançadas e provavelmente o resultado seria positivo.   

O mercado da Coreia do Sul é considerado um dos mais almejados pelos exportadores, principalmente pelo valor que paga pelo produto. (ANSA)