Mundo

Coreia do Norte pode estar ligada a ataque global de hackers

Especialistas em segurança digital acreditam que a Coreia do Norte possa estar envolvida no ciberataque mundial que atingiu 150 países na última sexta-feira (12). As evidências não são conclusivas, e outros estudos estão sendo conduzidos por agências de inteligência para confirmar a autoria do ataque.

O pesquisador Neel Mehta, que trabalha para o Google, disse ter encontrado indícios de semelhanças entre os códigos do ransomware “WannaCry”, usado no ataque, e outros códigos utilizados por um grupo de hackers financiado pelo regime de Pyongyang, o Lazarus Group. De acordo com a empresa russa Kaspersky, especializada em segurança informática, “a descoberta de Neel Mehta representa o indício mais importante atualmete sobre as origens do WannaCry”. Outro aspecto analisado é o horário do ataque, que corresponde ao fuso da Coreia do Norte.

De acordo com o jornal ‘The New York Times’, especialistas em segurança digital da empresa californiana Symantec, que no passado já identificou ataques digitais patrocinados pelos governos dos Estados Unidos, Israel e Coreia do Norte, também encontraram evidências de que o ataque pode ter sido feito por norte-coreanos. Os técnicos da empresa encontraram versões anteriores do vírus WannaCry que tinham características iguais à de outros ataques cibernéticos, como o sequestro de dados do estúdio de cinema Sony Pictures Entertainment, em 2014, além de ataques contra o banco central de Bangladesh em 2016 e contra bancos poloneses, em fevereiro deste ano. Todos esses ataques foram posteriormente relacionados à Coreia do Norte.

Funcionário da Agência Coreana de Internet e Segurança, em Seul, monitora o disseminação global de um ransomware no dia 15 de maio de 2017
Funcionário da Agência Coreana de Internet e Segurança, em Seul, monitora o disseminação global de um ransomware no dia 15 de maio de 2017 (Crédito:Agência Yonhap / AFP)

Fontes do governo americano também disseram ao ‘New York Times’ que encontraram características comuns entre o ataque global da última sexta-feira e outras ações relacionadas à Coreia do Norte. Em 2014, o governo norte-coreano foi formalmente acusado de destruir computadores da Sony em retaliação pela comédia “A Entrevista”, cujo roteiro envolvia um plano para assassinar o líder do país asiático, Kim Jong-un.

Dúvidas. A confirmação definitiva da autoria pode levar semanas ou até meses. Isso porque é comum hackers se apropriarem de códigos já usados em outros ataques, ou plantarem pistas falsas para ocultar a origem de vírus digitais.


+ Advogada é morta e tem corpo carbonizado no Rio de Janeiro
+ Morre Liliane Amorim, influencer de Juazeiro do Norte, após complicações da realização de lipoaspiração

Na última sexta-feira, servidores de empresas, hospitais e órgãos públicos de ao menos 150 países, incluindo o Brasil, foram invadidos por um ataque hacker. O ransomware infectou cerca de 200 mil computadores, bloqueando os sistemas e exigindo um resgate de US$ 300 para que os equipamentos voltassem a funcionar.

Vários outros especialistas em segurança disseram que o ransomware é a mutação de um software criado pela agência de inteligência NSA, dos Estados Unidos, que foi apropriado pelos hackers.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel
+ KTM lança a nova e espetacular 1290 Super Adventure S
+ 7 tendências de design de interiores que vão bombar em 2021
+ Chef revela o segredo de como fazer ovos mexidos cremosos de hotel
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!l
+ Boletim médico de apresentador da RedeTV! indica novo sangramento no cérebro
+ Yamaha se despede da SR 400 após 43 anos de produção