Mundo

Coreia do Norte lança mísseis no Mar do Japão

Coreia do Norte lança mísseis no Mar do Japão

Imagem do lançamento de um míssil divulgada pela agência de notícias oficial norte-coreana KCNA em maio - KCNA via KNS/AFP


A Coreia do Norte lançou vários mísseis partindo de sua costa leste, nesta quinta-feira (hora local), em um novo desafio de Pyongyang à comunidade internacional – informou o ministério sul-coreano da Defesa.

De acordo com a nota divulgada pela pasta, “a Coreia do Norte disparou múltiplos projéteis não identificados esta manhã – os quais, presume-se, são mísseis terra-mar – das imediações de Wonsan, na província de Gangwon”.

Os mísseis de curto alcance voaram cerca de 200 km a uma altitude de 2 km antes de caírem no Mar do Japão, segundo o ministério sul-coreano.

Os disparos “visam exibir a variedade de mísseis norte-coreanos e sua precisão”, indicou à AFP o analista Lee Il-Woo do Korea Defence Network, indicando que, por se tratar de mísseis “mais lentos que os balísticos, podem ser derrubados por defesa anti-aérea”.

Este foi o quinto teste de mísseis realizado pelo regime comunista nas últimas semanas, desafiando as advertências da ONU e as ameaças dos Estados Unidos quanto a uma possível resposta militar.

“As únicas coisas que a Coreia do Norte irá ganhar com essas provocações será um maior isolamento no cenário internacional e maiores dificuldades econômicas”, estimou o novo presidente sul-coreano, Moon Jae-In, citado por seu porta-voz.

Seul “não recuará sobre a questão da segurança da nação e do povo”, garantiu o presidente.

Na última sexta-feira (2), o Conselho de Segurança da ONU adotou uma resolução proposta pelos Estados Unidos. O texto impunha novas sanções contra autoridades e entidades norte-coreanas.

Desde o início do ano, Pyongyang fez dois testes atômicos e dezenas de lançamentos de mísseis.

No mês passado, a Coreia do Norte havia testado seu míssil balístico de maior alcance, em sua tentativa de desenvolver um que seja capaz de atingir o território continental dos Estados Unidos, com uma ogiva nuclear. O presidente americano, Donald Trump, já advertiu que “isso não acontecerá”.

Segundo o professor da Universidade de Estudos Norte-Coreanos, Yang Moo-Jin, Pyongyang “aumentou os testes de mísseis para projetar para o mundo a imagem de que as sanções internacionais não podem dobrá-los”.

Além disso, ao experimentar novos mísseis terra-mar, “está manifestando sua insatisfação com a chegada de um submarino nuclear” norte-americano a águas sul-coreanas, acrescentou.

– Novas sanções –



As sanções impostas pelo Conselho de Segurança na sexta-feira passada atingem o chefe da espionagem norte-coreana, assim como outros 13 funcionários de alto escalão e quatro empresas desse país, por meio do congelamento de seus ativos e da proibição de viajarem para o exterior.

O texto foi aprovado por unanimidade.

A resolução não traz algumas das sanções que o governo americano defendia no mês passado, como um embargo de petróleo, proibição sobre o transporte marítimo, ou restrições comerciais.

Entre os agregados à lista negra está Cho Il-U, que seria o chefe de espionagem externa do regime de Kim Jong-Un.

Os outros 13 nomes incluem membros do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte e chefes de empresas comerciais encarregadas das compras para os programas militares de Pyongyang.

A força estratégica de mísseis do Exército norte-coreano, duas empresas comerciais e o Banco Koryo, vinculados a um gabinete que administra as finanças de Kim, também foram atingidos pelo congelamento de ativos.

Os 18 nomes são agregados à atual lista negra de 39 indivíduos e 42 entidades norte-coreanas que já sofrem sanções da ONU.

Veja também
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio